Segunda-Feira, 10 de Dezembro de 2018 - 13:07 (Internacional)

16
Não recomendado para menores de 16 anos

VÍDEO DE CASAL FAZENDO SEXO NO ALTO DE UMA PIRÂMIDE CAUSA ESCÂNDALO NO EGITO

Na filmagem, de três minutos de duração, é possível ver como uma mulher e um homem escalam o monumento durante a noite


Imprimir página

O Governo egípcio pediu no sábado à Promotoria Geral que investigue um vídeo divulgado nas redes sociais em que se vê um casal escalando uma das três pirâmides de Gizé e que acaba com os dois nus no topo. Em um comunicado, o ministro egípcio de Antiguidades, Khaled al Anani, pediu para que “sejam tomadas as medidas necessárias” sobre o caso de um vídeo filmado por “um casal estrangeiro”, além da publicação de uma fotografia que “atenta contra a moral”.

Por isso, Al Anani enviou o caso à Promotoria Geral egípcia para que seja investigado o material publicado pelo casal, que supostamente escalou uma das pirâmides durante a noite, de acordo com o comunicado. Por outro lado, a agência de notícias estatal MENA afirmou que nas redes sociais foi divulgado “um vídeo publicado por um fotógrafo dinamarquês em que ele aparece escalando a grande pirâmide durante a noite com sua amiga e gravando cenas de libertinagem no final do mês passado”.

A MENA se refere ao texto publicado pelo fotógrafo dinamarquês, identificado como Andreas Hvid, com sua colega Josephine Sarah em sua conta da rede social Instagram e da plataforma YouTube. Em 5 de dezembro, o fotógrafo Andreas Hvid publicou um vídeo em sua conta do YouTube em que comentou na descrição que ele e sua amiga escalaram a pirâmide de Quéops “temendo ser vistos por muitos guardas” e que ocorreu, de acordo com Hvid, “no final de novembro de 2018”, sem dar uma data precisa. A autenticidade desse vídeo, entretanto, não pôde ser verificada até o momento.

Na filmagem, de três minutos de duração, é possível ver como o casal escala durante a noite uma das pirâmides e chega, supostamente, ao topo, onde nos últimos vinte segundos da gravação a mulher começa a tirar a roupa, ficando seminua. No final da filmagem, aparece uma imagem fixa do casal totalmente nu praticando uma posição sexual tirada com a luz do amanhecer.

Na conta do Instagram do fotógrafo dinamarquês foram publicadas várias imagens tiradas do alto de vários edifícios e estruturas, incluindo uma em que também aparece uma mulher seminua em cima de uma ponte em Budapeste, uma imagem semelhante à supostamente realizada no Egito.

Não é a primeira vez que ocorre esse tipo de polêmica sobre as três pirâmides de Gizé. Em 2015, o jovem alemão Andrej Ciesielski foi preso e expulso para sempre do Egito por subir sem autorização no alto de uma das pirâmides. Além disso, em março de 2017, a modelo belga Marisa Papen posou nua na explanada das pirâmides de Gizé e posteriormente foi presa durante um dia no templo de Karnak, em Luxor, quando tirou suas roupas para outra sessão de fotos.

Fonte: 010 - brasil.elpais.

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias