Quarta-Feira, 30 de Janeiro de 2019 - 10:48 (Artigos)

L
LIVRE

'VELHINHOS' DO FUTEBOL QUE AINDA BATEM UM BOLÃO

Mas há casos em que a experiência fala mais alto.


Imprimir página

Muita gente tem a visão de que os jogadores de futebol encerram sua carreira cedo. Afinal, esses esportistas, na maioria dos casos, começam a treinar ainda crianças, e passam a vida com um desgaste físico elevado. É comum que a partir dos 30 anos os atletas passem por lesões e afastamentos dos gramados. Em 2018, pelo menos 16 jogadores de futebol conhecidos abandonaram os campos rumo à aposentadoria, entre eles Emerson Sheik do Corinthians.

Mas, se por um lado atletas da faixa dos 30 anos, considerados já “velhos” para o esporte, estão se aposentando, existem outros que não tem a menor intenção de parar de jogar, ainda que a idade comece a ser um peso. O Flamengo, por exemplo, contratou recentemente Bruno Henrique, de 28 anos, porém conta em seu elenco com Juan, um jogador experiente de 39 anos.

Esses atletas provam que a idade pode até ser um empecilho ou a causa de alguns problemas físicos, mas é possível seguir em frente e jogar de igual para igual com os mais jovens. Tanto que muita gente aposta valendo dinheiro nesses jogadores em sites de jogos. É possível jogar nas casas de apostas do Brasil não só definindo o time vencedor, mas também a quantidade de gols e até quem será o goleador da partida. É claro que muitas vezes os preferidos acabam sendo os atletas que estão no auge, e por consequência, têm menos idade. Mas há casos em que a experiência fala mais alto.

Veja a seguir outros jogadores mais velhos do futebol que não deixam nada a desejar para os mais jovens:

Danilo, Corinthians

Quem vê o Danilo jogar nem imagina que ele já tem 39 anos e é um dos mais velhos no futebol, atualmente. Na última temporada, Danilo conseguiu superar uma grave lesão na perna e ter um grande desempenho, com direito à gol de bicicleta contra o Bahia. Não é de se surpreender se ele continuar prorrogando a aposentadoria.

Rafael Sobis, Cruzeiro

O ano passado não foi o melhor para Rafael Sobis. De 70 partidas pelo Cruzeiro, esteve presente somente em 37. Porém, apesar de encontrar grande concorrência entre seus companheiros de equipe, o que faz com que ele não seja sempre titular, teve uma boa atuação e ficou em quarto lugar entre os artilheiros do time.

D’Alessandro, Internacional

Também com 37 anos, D'Alessandro mantém-se no Internacional, apesar de não ter feito uma temporada tão boa em desempenho. Apesar dos problemas ao longo do ano e com o fato de ter sido uma presença frequente do banco de reservas, teve uma atuação importante para o terceiro lugar no Brasileiro.

Douglas, Grêmio

Após romper o ligamento dos joelhos duas vezes, o jogador Douglas do Grêmio, de 36 anos, ainda luta para se recuperar dessas lesões. Extremamente popular entre a torcida, é possível que o Douglas ainda seja muito útil para o time nessa próxima temporada.

Valdívia, Colo-Colo

O Colo-Colo é um time chileno que pôde contar com a habilidade de Valdívia em 2018. Com 35 anos, Valdívia foi essencial nos jogos da Libertadores, especialmente para eliminar o Corinthians. Esteve presente com boa atuação na partida contra o Palmeiras também nesse campeonato. Pelo visto, Valdívia ainda tem muito à oferecer.

Maxi López, Vasco

O argentino Maxi López, de 34 anos, chegou a Vasco com a promessa de tentar solucionar os problemas de ataque do time. Já passou por clubes como Barcelona e Milan, o que colaborou com sua experiência. Para o Vasco, foi extremamente importante: em 19 jogos, fez sete gols e deu cinco assistências, e ajudou a evitar o rebaixamento do time.

Ao longo da carreira, o jogador de futebol precisa enfrentar inúmeros desafios, entre eles as lesões, que passam a ser mais comuns com a idade, devido ao desgaste físico acumulado com os anos. Joelho, músculo e tornozelo estão entre as áreas machucadas mais comuns no esporte e o tempo de recuperação é bastante variável. Nós, torcedores, podemos continuar acompanhando esses craques até que eles decidam que é hora de parar.

 

 

 

Fonte: NewsRondônia

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias