Domingo, 21 de Julho de 2019 - 07:16 (Geral)

L
LIVRE

VEÍCULOS – MENTIRAS E VERDADES SOBRE AS VISTORIAS NO ESTADO DE RONDÔNIA

É fato que uma vistoria bem efetuada é importantíssima para a sociedade e, quem já teve seu veículo roubado, ou quem já comprou um veículo adulterado sabe muito bem disto.


Imprimir página

Por Leandro Quirino

Na imagem, vemos a Verdade, com seu chicote, à procura da Mentira para um acerto de contas. De acordo com uma lenda, a verdade e a mentira conheceram-se um dia. 

A verdade olha à volta dela e levanta os olhos para o céu, o dia foi realmente bonito. Passam muito tempo juntos até chegar à frente de um poço. A mentira diz à verdade: "A água é muito agradável, vamos tomar banho juntos!”

A verdade mais uma vez desconfiada toca na água, ela era realmente agradável. Despem-se e põem-se a nadar.

De repente, a mentira sai da água, põe as roupas da verdade e foge. A verdade, furiosa, sai do poço e corre por todo o lado para encontrar a mentira e recuperar as suas roupas. O mundo vendo a verdade toda nua vira o olhar com desprezo e raiva.

A pobre verdade volta para o poço e desaparece para sempre escondendo a sua vergonha.

Desde então, a mentira viaja por todo o mundo vestido como a verdade, satisfazendo as necessidades da sociedade, e o mundo não quer em nenhum caso ver a verdade nua.

Esta parábola aplica-se perfeitamente as mais de 40 empresas de vistorias que estão prestes a fecharem as suas portas e, causar um desemprego enorme, bem como acabar com o sonho de pequenos empresários que, muitos deles, só tem esta atividade JUSTAMENTE POR CAUSA DE UMA MENTIRA.

É fato que uma vistoria bem efetuada é importantíssima para a sociedade e, quem já teve seu veículo roubado, ou quem já comprou um veículo adulterado sabe muito bem disto.

Porém, por causa da mentira contada usando como base o valor das vistorias sem sequer apurar o custo que cada empresário tem para produzir o serviço, tem jogado a população contra as empresas com a mentira de que o DETRAN consegue produzir o mesmo serviço com valores menores.

Isto pode até ser, pois o DETRAN não paga aluguel, não paga impostos, não paga seguro, para garantir os serviços para os usuários em caso de algum problema, não tem o custo de ISO 9000, que é exigido na portaria e tantos outros gastos.

Mas mesmo assim, a mentira do valor é facilmente desnudada, para se ter uma ideia, se a Assembleia Legislativa não propor mudanças na legislação atual, ainda que o DETRAN queira, não será possível fazer uma vistoria em uma moto por valor menor que R$- 120,00 (R$- 101,00 do valor da vistoria mais a taxa de 19,79).

A mentira também esconde a  deficiência que o DETRAN tinha nas vistorias veiculares realizadas, trazendo insegurança a todos, facilitando a corrupção dentro do órgão, por não ter condições de implantar a vistoria eletrônica, e consequentemente ter que fazer apenas a vistoria através do decalque. Método ultrapassado que não cumpre as normas e resoluções do DENATRAN e CONTRAN.

A mentira também esconde que aproximadamente em 2009 alguns empresários começaram a se estabelecer no estado de Rondônia exercendo as atividades de vistoria eletrônica, porém durante longos anos, amargaram prejuízos irreparáveis pela falta de regulamentação por parte do DETRAN/RO.

A mentira também esconde que muitos desistiram, porém, hoje os que aí estão  perseveraram, sempre acreditando que esta atividade seria regulamentada. Várias vezes o DETRAN/RO autorizou e desautorizou o exercício da atividade de vistorias, com várias alegações, mas mesmo com os prejuízos os empresários continuaram.

A mentira não conta que os empresários para serem regulamentado o DETRAN/RO, comunicou informalmente que teriam, além de cumprir todo o disposto na Portaria da época do Denatran, 131/2008, garantir que pelo menos 50% dos municípios do Estado de Rondônia tivesse uma empresa de vistoria, pois só assim eles iriam autorizar as empresas a exercer a atividade de vistoria eletrônica.

Esta exigência foi justificada pelo DETRAN/RO, que dizia que toda a população de Rondônia deveria ter uma unidade de vistoria próxima, assim como tem os CIRETRANS em todos os Municípios.

A mentira não conta a dificuldade que muitos empresários tiveram para, em pouco tempo, fazer o que o DETRAN/RO levou anos para implantar, ou seja, unidades em todos os Municípios, principalmente devido os empresários não acreditarem que isto seria regulamentado, visto que estavam no mercado e amargavam prejuízos.

A mentira não conta que muitos resolveram apostar que o DETRAN/RO iria regulamentar e conseguiram que 30 municípios fosse implantada a vistoria eletrônica.

A mentira não conta que os empresários cumpriram todas as exigências, e o DETRAN/RO autorizou precariamente as empresas, afirmando que iriam analisar os serviços e se as empresas conseguissem atender a demanda com eficiência, para que então, podessem ter as autorizações definitivas.

A mentira não conta que o DETRAN mentiu, e os empresários foram surpreendidos com uma exigência informal do órgão, de que só autorizaria as empresas se estas praticassem o mesmo valor que o DETRAN/RO cobrava na vistoria por decalque, MESMO TENDO UMA LEI QUE ESTABELECIA O VALOR PARA VISTORIA ELETRONICA.

A mentira não conta que mesmo contrariados e sem alternativa, pois o prejuízo pela falta de autorização seria muito maior, aceitaram e passaram a praticar o preço da vistoria com desconto, de modo que o valor final ficasse igual ao valor cobrado por uma vistoria por decalque, e que só depois de amargarem inúmeros prejuízos, foi regulamentado o setor através da portaria 2599/2015.

A mentira não conta que o serviço prestado pelas empresas de vistorias evita inúmeros problemas, não só para a população, como também para o DETRAN/RO, e a qualidade e segurança é infinitamente superior ao prestado pelo órgão (decalque).

Assim como na parábola, as EMPRESAS furiosas de tanto sofrerem ataques, saíram do poço, e estão correndo por todo o lado, para encontrar a mentira e recuperar as suas roupas.

Porém muitos vendo a verdade das EMPRESAS, todas nuas, vira o olhar com desprezo e raiva.

Acuadas no poço, as EMPRESAS correm o risco de desaparecerem para sempre. Escondendo a sua vergonha, pois a mentira lhe roubou as suas vestes.

Desde então, a mentira grita em todo Estado de Rondônia, vestida como a verdade, satisfazendo as necessidades da sociedade, e ALGUNS políticos não querem, em nenhum caso, ver a verdade nua das EMPRESAS.

Quem sabe o nosso Governador Marcos Rocha, lendo esta matéria não resolva ir atrás da mentira, resgatar a roupa da verdade das EMPRESAS, e praticar a tão desejada justiça.

Sabemos que este é um ato que exige coragem, prudência, e um coração justo.

Só o tempo para dizer com que tipo de Governador Rondônia pode contar.

Fonte: Leandro Quirino

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias