Quinta-Feira, 26 de Setembro de 2019 - 15:59 (Curiosidades)

L
LIVRE

TRÊS CHÁS QUE ACABAM RAPIDAMENTE COM AS CÓLICAS MENSTRUAIS

Durante essa contração é libertada uma substância chamada prostaglandina, a qual é responsável pela sensação da cólica


Imprimir página

Adismenorreia, popularmente conhecida como cólica menstrual, é uma dor pélvica que pode ocorrer antes ou durante o período menstrual.Durante a idade fértil de qualquer mulher, todos os meses a parede do útero acumula uma camada mais grossa necessária para abrigar um possível embrião. Se não ocorre a fecundação, o útero passa a eliminar essa camada e como tal contrai-se para soltá-la. Durante essa contração é libertada uma substância chamada prostaglandina, a qual é responsável pela sensação da cólica - que infelizmente afeta e incomôda tantas mulheres.

Os chás como uma alternativa

Muitas mulheres tomam analgésicos com o intuito de minimizar os sintomas da cólica, porém, existem outras alternativas mais naturais, como aponta a publicação Medical Daily, e que podem ser utilizadas como um complemento ou alternativa.

Apesar dos estudos sobre o efeito de chás no alívio das cólicas menstruais ainda serem escassos, muitos dos existentes mostram que os chás têm propriedades anti-inflamatórias e antiespasmódicas - a combinação ideal para dizer adeus às dores mentruais.

Eis os três melhores chás para combater as cólicas:

Camomila

Além de ser um calmante natural, a camomila possui propriedades anti-inflamatórias que reduzem a produção de prostaglandina e ameniza as dores. A substância impulsiona ainda a produção do aminoácidoglicina, que reduz os espasmos musculares e relaxa o útero, enfraquecendo as cólicas.

Canela

A canela, além de anti-inflamatória, é um antiespasmódico natural. Auxilia na diminuição das contrações e também da náusea, outro sintoma comum no período menstrual.

Gengibre

O gengibre possui propriedades analgésicas e anti-inflamatórias, a combinação perfeita para ajudar na redução das cólicas.

Fonte: 010 - noticiasaominuto

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias