Quinta-Feira, 17 de Outubro de 2019 - 14:47 (Polícia)

L
LIVRE

TENTATIVA DE ASSALTO: CASAL É SALVO POR BOTÃO DE PÂNICO NA ZONA SUL DE SÃO PAULO

A residência foi invadida por três pessoas. Um dos moradores, percebendo o movimento, conseguiu acionar o botão de pânico, localizado no banheiro.


Imprimir página

Uma tentativa de assalto na zona Sul de São Paulo, no início da semana, terminou em prisão. A residência foi invadida por três pessoas. Um dos moradores, percebendo o movimento, conseguiu acionar o botão de pânico, localizado no banheiro.

O casal havia instalado o sistema de segurança que, ao ser acionado, alerta uma central. Em seguida há uma ligação para a residência. Se esse chamado não é atendido tendo uma senha como resposta, o planejado para situações de risco é seguido. Nesse caso, a polícia militar foi acionada. Duas pessoas foram detidas no portão da casa. Um homem conseguiu fugir para a mata. Apesar das buscas com o Helicóptero Águia, o suspeito segue desaparecido.

 Como funciona o botão de pânico?

Cada vez mais comum em residências, o botão de pânico é uma ferramenta não só para suspeitas de invasão, mas também emergências de saúde ou qualquer situação que necessite apoio. “O importante é haver um plano de atendimento após seu disparo, sempre bem definido junto ao cliente”, explica Ricardo Bacci, especialista em soluções digitais e tecnologia do GRUPO GR. 

Segundo Bacci, a opção mais indicada é o botão de pânico silencioso, que aciona uma central de monitoramento remoto. “A orientação é colocar os botões em locais onde possam ser usados de forma discreta no caso de necessidade”.

Por ser uma solução simples e eficiente, a procura por implementação em residências cresceu.  Como todo sistema eletrônico, não basta instalar. O ideal é realizar testes periódicos para garantir o funcionamento do hardware, dos meios de comunicação e do software de monitoramento, bem como da correta sequência de procedimentos.

Fonte: 015 - Carolina Gentile

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias