Sexta-Feira, 18 de Outubro de 2019 - 10:52 (Polícia)

12
Não recomendado para menores de 12 anos

TENTARAM ENTRAR NA PRISÃO COM R$ 300 NO PÉ E DROGA NO ESTÔMAGO

Polícia flagra uma visitante com dinheiro escondido nos dedos e um interno que voltava de saidão com maconha


Imprimir página

A criatividade para o mal pode impressionar. Dois flagrantes feitos pela Polícia Civil do DF (PCDF) mostram que as pessoas procuram burlar a lei de todas as formas. Em um dos casos, uma mulher tentou entrar na Penitenciária Feminina do Distrito Federal (PFDF) com dinheiro entre os dedos do pé. Em outro, um prisioneiro voltou de um saidão com drogas no estômago. O final não foi feliz para nenhum dos dois.

Esta semana, durante uma visita às internas da PFDF, uma mulher tentou entrar com dinheiro. Não é proibido levar dinheiro para as presas, mas existe um valor máximo — R$ 250, no caso daquelas que só recebem visitantes a cada 21 dias —, que deve ser anunciado às autoridades. Não foi o caso.

A mulher tentou entrar com R$ 300 preso nos dedos do pé, sem avisar para os policiais. Eles desconfiaram e pediram que ela tirasse o calçado. Então, notaram a artimanha. O caso não é crime. Entretanto, o mais provável é que a pessoa perca a possibilidade de entrar na penitenciária feminina para uma nova visita.

Maconha

Em outro caso, um detento do Centro de Internamento e Reeducação (CIR) também tentou usar a “criatividade” para se dar bem. Ao voltar do saidão, no dia 14 de outubro, os policiais descobriram que ele trazia de volta 21 pacotes de maconha. O problema era maior: o entorpecente estava no estômago do interno.

Os agentes tiveram que exercer a paciência para “retirar” a droga do homem. Havia o risco claro de que ele morresse por intoxicação, caso os pacotes estourassem dentro do corpo. Assim, o detento precisou ficar sob escolta durante quatro dias, até que eliminasse naturalmente todo o entorpecente.

Fonte: Francisco Rodrigo/Newsrondonia - Metrópoles

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias