Domingo, 29 de Março de 2020 - 09:40 (Coronavírus)

L
LIVRE

SINDICATO TEVE SEMANA DE CONQUISTAS PELA SAÚDE DE BANCÁRIOS E COOPERATIVÁRIOS

O Comando Nacional dos Bancários e a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) voltam a se reunir – por videoconferência – na próxima segunda-feira, 30


Imprimir página

O Sindicato dos Bancários e Trabalhadores do Ramo Financeiro de Rondônia (SEEB-RO) teve mais uma semana “cheia” no que diz respeito à luta pela garantia de segurança e saúde dos funcionários de todos os bancos públicos e privados e das cooperativas de crédito dos sistemas Sicoob e Credisis.

Na segunda-feira, 23/3, o Sindicato participou de reunião – por videoconferência – do Comando Nacional dos Bancários com os representantes dos bancos (Fenaban), onde declarou sua preocupação com os bancários pelo fato de as agências bancárias permanecerem lotadas desde a chegada do coronavírus no Brasil.

No mesmo dia o Sindicato conquistou vitórias na Justiça do Trabalho que, em caráter liminar (com força de mandado), determinou que o Itaú, o Santander, o Bradesco, a Caixa e o Banco do Brasil adotassem medidas urgentes para assegurar a saúde de todos os bancários e das pessoas que vão, diariamente, às agências bancárias, enquanto durar o estado de calamidade pública decretado pelo Governo de Rondônia, sob pena de multa diária.

Mesmo assim, no dia seguinte, 24, o Santander descumpriu a liminar e os decretos estadual, federal e municipal e foi quando o Sindicato se reuniu com os funcionários nas duas agências de Porto Velho, e fez contato, via telefone, com a superintendente regional do Santander no Estado, Diana Bispo.Após a conversa com a superintendente o Santander decidiu, enfim, que iria abrir suas agências apenas para o atendimento aos serviços essenciais, além de afastar seus funcionários – que se enquadram no grupo de risco – para trabalharem em regime de home office.

Ainda na terça-feira, 24, também em reunião por videoconferência, o Comando Nacional dos Bancários debateu sobre as respostas dadas pelos bancos a partir das reivindicações da categoria e avaliou a situação após as medidas já implantadas após cobrança do movimento sindical.No mesmo dia os bancos Itaú e Santander informaram ao Comando que acataram a reivindicação e que não demitirão trabalhadores enquanto a pandemia gerada pelo novo coronavírus (COVID-19) não for dissipada.

O Comando Nacional dos Bancários e a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) voltam a se reunir – por videoconferência – na próxima segunda-feira, 30, para dar continuidade às negociações sobre as medidas a serem implantadas pelos bancos no enfrentamento ao coronavírus.

Na quarta-feira, 25, o Sindicato obteve duas novas vitórias em favor da saúde dos trabalhadores, dessa vez dos funcionários dos sistemas de cooperativas de crédito Sicoob e Credisis, que também devem adotar medidas que inibam o risco de contaminação do coronavírus nos ambientes de trabalho, além de outras medidas.

Já nesta sexta-feira, 27, foi a vez do Banco da Amazônia ter uma liminar deferida em seu desfavor, que o obriga a também adotar medidas imediatas de proteção da saúde e da vida dos funcionários, clientes e usuários de suas agências no Estado.

OS NÚMEROS DO COVID-19

A pandemia do novo coronavírus (Covid-19), segundo os números divulgados até a tarde de hoje, sexta-feira, 27, já infectou 3.417 e matou 92 pessoas no Brasil, sendo que foram 15 mortos nas últimas 24 horas e o aumento de 502 casos de infecção, confirmadas, em um dia.

Em Rondônia os númerosnão se alteraram nas últimas 24 horas, segundo dados divulgados na noite desta sexta-feira (27) pela Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa) e Secretaria de Estado da Saúde (Sesau). Até agora são seis casos confirmados e nenhum óbito.

Fonte: Rondineli Gonzales/Seeb-ro

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias