Sabado, 12 de Outubro de 2019 - 22:38 (Geral)

L
LIVRE

SHOW DE EDUARDO COSTA É CANCELADO EM CIMA DA HORA E PÚBLICO SE REVOLTA E QUEBRA TUDO

Cantor sertanejo pediu perdão em vídeo e disse estar envergonhado


Imprimir página

Um show do cantor sertanejo Eduardo Costa acabou em confusão entre a noite dessa sexta-feira (11) e a madrugada deste sábado (12). Depois que a atração foi cancelada com o público já presente, centenas de pessoas se rebelaram e começaram a arremessar pedras e garrafas na produção e no ônibus do cantor.

O show estava previsto para acontecer em uma centro de eventos em uma chácara no Bairro Buritis, em Primavera do Leste (240 km de Cuiabá). Porém, diversos problemas levaram ao cancelamento.

Série de problemas

Às 21 horas uma equipe do Corpo de Bombeiros já havia registrado um boletim de ocorrência informando que, ao fazer a vistoria do local onde o show aconteceria, foram constatadas divergências entre a documentação e a estrutura montada no local.

Segundo o relato dos bombeiros, o camarote do setor A estava 200 m² maior em relação ao projeto aprovado e o organizador do evento havia vendido mais ingressos para o camarote do que o previsto na documentação apresentada.

Em um boletim de ocorrência registrado pelo produtor do cantor Eduardo Costa, Eduardo Henrique de Carvalho Azevedo, ele narrou que durante a montagem de equipamento foi constatado que os dois geradores de energia estavam apresentando problemas, impossibilitando o uso dos equipamentos e aparelhagens por falta de energia.

Logo que o problema foi constatado, o produtor do cantor avisou os organizadores do evento e, juntos, todos tentaram encontrar uma solução.

Primeiro, houve a tentativa de reparos, o que não foi possível. Depois tentaram usar um novo gerador local, mas também não houve sucesso. Por fim, houve a tentativa de utilizar a rede elétrica da empresa que fornece energia a Primavera do Leste, mas por falta de cabeamento também não deu certo.

Depois de todas as tentativas, um dos organizadores foi até o palco para comunicar ao público o ocorrido, mas as pessoas não reagiram bem; pelo contrário, começaram a vaiar, a xingar e a arremessar objetos no palco na tentativa de acertar as pessoas que trabalham no local.

Mais confusão do lado de fora

Do lado de fora a situação ficou ainda pior. Dezenas de pessoas começaram a depredar a carreta e o ônibus da equipe do cantor Eduardo Costa, jogando garrafas, pedras e outros objetos.

A Polícia Militar foi acionada e uma equipe da Força Tática foi a primeira a chegar. A viatura foi recebida com garrafadas e pedradas.

Os policiais desceram do carro pedindo que as pessoas se afastassem, mas os lançamentos de objetos não eram cessados. Foi necessário o uso de granadas de gás lacrimogênio para tentar acalmar a multidão.

Durante a confusão, um rapaz ameaçou arremessar uma garrafa contra um capitão da PM, foi dada a ordem para que ele não fizesse isso, mas ele lançou e pegou outra garrafa para continuar.

O capitão realizou um tiro de borracha contra o rapaz, o conteve e o imobilizou. Ele foi colocado na viatura. Pouco depois, um rapaz foi visto arremessando pedras na viatura e também foi detido e colocado na viatura.

Demorou um tempo para que os policiais conseguissem sair do local com os dois presos, devido ao tumulto. Mas, por fim, os dois foram levados para a delegacia. Eles chegaram a passar mal e receber atendimento médico por causa do gás lacrimogênio.

Ao final, o caso foi registrado como dano, desobediência, ameaça, desacato e ocorrência de natureza diversa.

Resposta do cantor

Em um vídeo rápido publicado em sua rede social, o cantor Eduardo Costa pediu desculpas ao público de Primavera do Leste, disse que o cancelamento do show não foi culpa dele, nem de sua equipe e afirmou estar envergonhado com o ocorrido.

Fonte: O Livre

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias