Terça-Feira, 14 de Maio de 2019 - 16:35 (Educação)

L
LIVRE

SEMED PROMOVE II OFICINA DE METAS DA REDE DE EDUCAÇÃO

Prefeito destacou os investimentos que garantiram melhoria da rede já no primeiro ano de seu mandato


Imprimir página

A Secretaria Municipal de Educação (Semed) realizou nesta terça-feira (14/5), no Teatro Banzeiros, a “II Oficina de Metas", que faz parte das atividades do Avalia Porto Velho, uma ferramenta utilizada pelo Município para diagnosticar as necessidades dos estudantes da rede municipal de ensino nas disciplinas de Português e Matemática.

“É missão nossa, como gestor público, garantir a aprendizagem dos nossos alunos. O aumento do nível do Ideb nos deixa claro que estamos no caminho certo. Saltamos de 4.7 para 5.1 no primeiro ano de gestão.”, disse o prefeito Hildon Chaves.

A finalidade da oficina é, a partir da leitura e da análise dos resultados das ações oriundas da Pactuação de Metas de 2018 e da Devolutiva do Avalia Porto Velho, apontar novas oportunidades de melhoria para o avanço das aprendizagens de todos os alunos da rede.

Foram abordados, durante a oficina, os seguintes temas: Sistema de Escrita Alfabética, Como Avançar as Hipóteses de Escrita- conforme a BNCC, Habilidades de Língua Portuguesa e de Matemática.

O evento, que acontece durante todo o dia, contou, em sua abertura e primeira rodada de conversa, com presença do prefeito Hildon Chaves, dos secretários da Semed, Márcio Félix e Gláucia Negreiros, titular e adjunta, respectivamente, representantes do Conselho Municipal de Educação e da Fundação Lemann.

O secretário Márcio Félix destacou que os investimentos feitos na Educação de Porto Velho, desde que o prefeito Hildon Chaves assumiu a prefeitura, foi o diferencial na melhoria do índice. “Temos profissionais mais motivados, crianças bem alimentadas e com merenda de qualidade, obedecendo às peculiaridades de cada região da nossa capital”, destacou o secretário, acrescentando que as escolas do Município estão de cara nova, os servidores estão com salários em dia e há cursos de capacitação programados para o ano todo. “E faremos muito mais”, destacou o secretário.

Por sua vez, Gláucia Negreiros apontou que, há nove anos, foi aprovada uma lei que instituía o piso de professores 40h, mas Porto Velho não cumpria. “Esse é um marco nessa gestão, nos igualamos ao restante do país. E agora vamos lutar por melhorias para demais profissionais. Além disso, foi pactuado para este ano a meta de 6,0 no Ideb. Essa meta representa, para a educação de Porto Velho, muito mais que um número, pois traduz como estão os níveis de aprendizado e de aprovação das nossas crianças”, disse ela.

Avanço

Outros pontos também foram destacados para a melhoria da rede de ensino. Como a entrega de mais de 45 mil uniformes, ato que não acontecia há seis anos, reajuste do valor repassado às escolas para aquisição da merenda escolar que saltou de R$ 1,5 milhão para R$ 3 milhões, retorno, após 9 anos, das consultas oftalmológicas e ainda o conserto do equipamento de oftalmologia da Semed, que estava parado há cerca de 10 anos.

Após o reparo necessário, o equipamento está garantindo a moldagem de lentes para centenas de crianças e ainda o repasse de recurso exclusivo para reforma das escolas.

Segundo Hildon Chaves muitos reordenamentos estão sendo realizados para garantir melhor distribuição e economia nos mais diversos setores. “Só em manutenção de máquinas saímos de um gasto de R$ 25 milhões para R$ 12 milhões. Conseguimos reorganizar as extensões escolares levando-as para escolas mais estruturadas e, em um ano, foram mais de R$ 600 mil economizados e ofertada mais qualidade para nossas crianças”, concluiu o prefeito.

Prevenção

Na ocasião foi entregue simbolicamente um kit educativo produzido pela empresa ESBR para trabalhar em sala de aula a temática das drogas com orientações sobre prevenção, tratamento e acolhimento.

Fonte: 015 - Comdecom

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias