Quarta-Feira, 08 de Maio de 2019 - 15:59 (Educação)

L
LIVRE

SEMED PROMOVE 1ª FORMAÇÃO PARA PROFESSORES DA EDUCAÇÃO INFANTIL

Segundo a secretária adjunta da Semed, Gláucia Negreiros, o objetivo é apresentar e discutir as propostas contidas da Base Nacional Comum Curricular (BNCC)


Imprimir página

A Secretaria Municipal de Educação de Porto Velho (Semed), por meio do Departamento de Políticas Educacionais (DPE), está promovendo, neste mês de maio, formação aos gestores das escolas de Educação Infantil. Segundo a secretária adjunta da Semed, Gláucia Negreiros, o objetivo é apresentar e discutir as propostas contidas da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), que é um documento normativo que define o conjunto de aprendizagens essenciais que todos os alunos devem desenvolver ao longo das etapas e modalidades da Educação Básica.

“A BNCC busca a qualidade da educação no País por meio do estabelecimento de um patamar de aprendizagem e desenvolvimento a que todos os alunos têm direito e, para isso, precisamos que todos os nossos gestores trabalhem em sintonia e conhecendo profundamente cada etapa”, destacou.

Os ministrantes da formação destacaram que a BNCC aponta que a Educação Básica brasileira deve promover a formação e o desenvolvimento humano global dos alunos, para que sejam capazes de construir uma sociedade mais justa, ética, democrática, responsável, inclusiva, sustentável e solidária.

“Isso significa orientar-se por uma concepção de Educação Integral e que não se refere ao tempo de permanência do estudante no espaço escolar ou a uma determinada modalidade de escola. Nesse caso, Educação Integral indica promoção do desenvolvimento de crianças e jovens em todas as suas dimensões: intelectual, física, emocional, social e cultural”, relatou a equipe.

BNCC

A BNCC propõe que, além dos aspectos acadêmicos, é preciso expandir a capacidade dos alunos de lidar com seu corpo e bem-estar, suas emoções e relações, sua atuação profissional e cidadã e sua identidade e repertório cultural.

No documento, o foco das escolas passa a ser não apenas a transmissão de conteúdos, mas o desenvolvimento de competências, compreendidas como a soma de conhecimentos (saberes), habilidades (capacidade de aplicar esses saberes na vida cotidiana), atitudes (força interna necessária para utilização desses conhecimentos e habilidades) e valores (aptidão para utilizar esses conhecimentos e habilidades com base em valores universais, como direitos humanos, ética, justiça social e consciência ambiental).

Fonte: 015 - Comdecom/Nova Escola

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias