Quinta-Feira, 06 de Dezembro de 2018 - 11:24 (MINHA HISTÓRIA)

L
LIVRE

SEM MEDO DE SER FELIZ: CONHEÇA O CORTADOR DE GRAMA MAIS FOFO DE MT

“Uma pessoa quis me fazer maldade, mas tem várias pessoas no mundo que faz a bondade pra gente”, disse Lindomar


Imprimir página

Contratado por uma empresa terceirizada da Prefeitura de Jaciara (140 km de Cuiabá), Lindomar Lourenço Martins, de 45 anos, saiu para trabalhar na manhã dessa quarta-feira (05) apenas com uma ordem: cortar a grama da Praça Tamôio, situada no centro de Jaciara, que seria decorada para as festividades do Natal.

Animado com o período natalino, seu Lindomar, que inclusive faz aniversário um dia após a data comemorativa – no dia 26 de dezembro -, resolveu fazer mais. Sem ordem de ninguém, ele decidiu que desejaria um Feliz Natal para todas as famílias da cidade.

“No serviço, de manhã, fui com a instrução de somente roçar uma praça lá, mas, como eu sabia que iam enfeitar para o Natal, pensei: ’vou escrever um feliz Natal aqui e deixar essa mensagem’, minha intenção era essa”, disse Lindomar, conhecido como Jaburú, ao LIVRE.

Porém, um pequeno erro atrapalhou os planos e ele acabou trocando o Z da palavra “feliz”, escrevendo “Felis Natal”. O trabalhador, que – diferentemente do que foi alardeado – tem o segundo grau completo, percebeu o erro rapidamente e já decidiu apagar. Mas, antes disso, uma pessoa viu a cena, fotografou e divulgou no Facebook e em grupos do WhatsApp, transformando um pequeno deslize em um grande episódio de bullying.

“Uma pessoa chegou e falou: ‘feliz é com z, não com s’ e eu falei: ‘eu sei, mas já vou apagar, escrevi errado’. Mas não deu tempo: a pessoa tirou a foto e lançou na rede social. Aí, na hora do almoço, quando eu estava indo para casa, um menino me falou da foto”, contou o trabalhador.

Ele não viu quem tirou a fotografia, mas, como ficou sabendo da repercussão, pediu que a esposa, Geralda, olhasse o que estavam falando sobre ele. “Ela foi lá, mas já estavam falando muitas coisas, alguns bem, outros mal, que eu era analfabeto, essas coisas”, lembrou seu Lindomar.

Ele disse que, a princípio, ficou bastante sentido, não conseguiu almoçar e nem jantar nessa quarta-feira (05). Como é muito católico, para se acalmar foi à igreja pedir alento. “A gente fica sentido, mas nada me agride, porque tenho Deus no coração”.

Mesmo magoado, Lindomar seguiu trabalhando durante o dia todo, até que ficou sabendo que a prefeitura de Jaciara tinha tomado uma atitude contra o bullying e feito uma nota de repúdio na página oficial do município no Facebook.

“Na hora em que eu vi, já tinha muitas visualizações agradecendo. Eu só queria desejar um ‘feliz Natal’ para todo mundo, mas não deu certo, fazer o que? Minha intenção foi das melhores e o pessoal está me apoiando, graças a Deus. Ficou feio para quem tirou a foto”, afirmou o cortador de grama, agradecendo a todos que lhe deixaram mensagens.

O espírito natalino, tão presente no coração de Lindomar, o fez passar por essa experiência de cabeça erguida. Para ele, o Natal represente felicidade e doação, é o momento em que todos se envolvem para ajudar uns aos outros. E foi assim que se sentiu após as mais de 2,4 mil mensagens direcionadas a ele na página da prefeitura.

“Uma pessoa quis me fazer maldade, mas tem várias pessoas no mundo que faz a bondade pra gente”, disse Lindomar.

No Natal deste ano, além de sua esposa – com quem divide a vida há 18 anos e se casou na igreja no último dia 24 –, o filho do casal, de 14 anos, a sogra e os dois cunhados – com quem passa a comemoração todos os anos -, seu Lindomar também contará com os votos de “felis natal”, assim, com s de solidariedade, de milhares de pessoas de todo o Brasil.

Lindomar e a esposa, Geralda

Segundo ele, nesse coração gigantesco não cabe mágoa nenhuma e, por isso, todos que lhe zoaram estão perdoados. Ele pede apenas que essas pessoas “reflitam mais sobre seus conceitos e que, quando verem algo errado, procurem ajudar, não atrapalhar”.

“E sou muito religioso, não tenho mágoa no meu coração. O que eu desejo a essas pessoas é um Feliz Natal e um próspero Ano Novo, inclusive para a pessoa que tirou a foto, que se eu a vir – não sei quem é -, eu pego na mão e desejo um Feliz Natal, porque para mim não prejudicou em nada. Porque quem tem Deus no coração e uma família que apoia não está sozinho”.

Fonte: 015 - Olivre

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias