Terça-Feira, 23 de Junho de 2015 - 00:21 (Colaboradores)

SELEÇÃO BRASILEIRA

Acho nossa comissão técnica honesta, assim como o Felipão e Parreira também eram, o que falta é entender da matéria. E o Dunga já provou que não é capacitado para exercer tal cargo.


Imprimir página

Por Mauro Gonçalves Soares

No meu último texto, fui taxativo, escrevi que o Brasil não ganharia essa Copa América no Chile. Estamos convivendo com uma geração de jogadores comuns, treinados por profissionais mais ruins ainda.

Já não fui um torcedor empolgado na última Copa, agora, então, muito menos. Já ficou provado que o interesse dos dirigentes da CBF sempre foi ganhar dinheiro, principalmente, de forma ilícita. De futebol,de bola rolando, os caras entendem muito pouco. Pois, se entendessem, nomes como Lazaroni, Mano Menezes e Dunga nunca seriam treinadores da nossa seleção.

Acho nossa comissão técnica honesta, assim como o Felipão e Parreira também eram, o que falta é entender da matéria. E o Dunga já provou que não é capacitado para exercer tal cargo.

Além disso, ele já recebeu uma seleção cheia de defeitos. O excesso de privilégios que o Neymar usufrui na seleção é herança dos tempos do Mano e do Felipão. Ter tornado nosso melhor jogador o capitão da equipe foi um grande erro, acabou com qualquer possibilidade desse jogador pensar de forma coletiva. Cada vez mais o Neymar da seleção se torna diferente do jogador do Barcelona.

Outra falha do Felipão foi se apaixonar pelo futebol estático do Fred. Isso fez o Diogo Costa se tornar jogador da seleção espanhola. Hoje, o atual atacante do Chelsea seria titular no time brasileiro mesmo entrando em campo de olhos vendados.

Além disso, parece que o Dunga não aprendeu nada com suas convocações equivocadas, em 2010. Acreditar que jogadores como Diego Tardelli, Robinho e Elias possam ser soluções para a nossa seleção é de uma ingenuidade absurda.

Acreditar que jogadores como Douglas Costa, Gerson e Felipe Coutinho já estam prontos para vestir a amarelinha chega a ser ofensivo para quem acompanha o nosso futebol.

Além disso, o Brasil passou a considerar o William um jogador fundamental para a equipe. Só posso lamentar profundamente, pois, pra mim, é apenas um jogadorzinho limitado e muito aplicado.

É preciso concordar que algumas lesões sérias nos desfalcaram, pois jogadores como Oscar, Danilo, Dedé e até mesmo Luis Gustavo fazem falta.

Quando vi o Brasil entrando em campo para enfrentar o Peru com um meio de campo formado por Fernandinho, Elias, Fred e William comecei a rir  de forma quase ridícula.

Fiquei imaginando então, qual seria o esquema que o Dunga usaria pra enfrentar a Argentina. No próprio Inter, em 2013, muitas vezes ele adotou o covarde 4-5-1.

Contra a modesta Colômbia, que perdeu para a inexpressiva Venezuela, bastou o treinador adversário marcar individualmente o Neymar para apavorar os brasileiros de quanto nossa seleção é comum.

No time que enfrentou o Peru, o descompromissado Ronaldinho Gaúcho seria titular tranquilamente. E estou falando de praticamente um ex jogador.

Puxa, contra o Peru era só fazer o simples. Deixa o Fernandinho como volante centralizado, mais fixo, coloca o Fred como segundo volante pela direita e o Casemiro fazendo o mesmo papel pela esquerda, e para completar o meio de campo, escala o Everton Ribeiro, sem função defensiva, como meia atacante, com Neymar e Firmino na frente. A presença do Fred como segundo volante pela direita daria condições para que o Daniel Alves pudesse jogar quase sempre do meio pra frente.

Já pelo lado esquerdo, como Felipe Luiz não se destaca na frente, o Caseiro teria mais liberdade.

Isso tudo, estou apenas dando um exemplo tático, poderia ser treinado dentro de um quarto de hotel, de tão simples.

Agora, enfrentaremos a fraca Venezuela, sem Neymar. Não precisamos ter três marcadores no meio de campo, basta Fernandinho e Casemiro. Então, nosso meio de campo deveria ser completado com um meia atacante e um meia de ligação. O Dunga não convocou nenhum meia de ligação.

Por se tratar da fraca Venezuela, eu mudaria o esquema, e escalaria apenas o Everton Ribeiro, como meia armador ofensivo, e usaria três atacantes, Robinho, Firmino e Tardelli (estou considerando apenas jogadores convocados pelo Dunga). Mas a história do Dunga como treinador deixa claro que o time não vai ser escalado dessa maneira, e teremos novamente um time cheio de meio campistas comuns e dedicados em campo.

NEYMAR

Nunca fui um fanático admirador do futebol desse jogador, mas a atuação dele diante da Colômbia não foi normal. Não sei se foi a presença do jogador colombiano que tirou ele da última Copa, com uma joelhada nas costas, que lhe incomodou tanto.

Muitos dizem, e eu acredito, que o nervosismo do nosso camisa dez se deve ao processo de investigação que o jogador vai sofrer na Espanha.

Graças a sua venda pra o Barcelona, Santos e o grupo DIS, abriram processo aqui no Brasil por julgarem que foram roubados pelo pai e pelo empresário do jogador. Mas aqui a justiça não costuma ser eficaz.

Já na Espanha, a conversa é outra. O presidente do Barcelona responsável pela compra do jogador foi obrigado a deixar o cargo.

E agora Neymar vai responder por estelionato e sonegação fiscal, podendo pegar até oito anos de prisão. É claro que ninguém acredita numa punição tão séria, mas não vai passar impune.

O comportamento desse jogador no último amistoso da seleção, em Porto Alegre, já chamou atenção de forma negativa.

Todos os jogadores foram orientados pelo treinador do time para se dirigirem até o meio de campo pra saudar a torcida depois do apito final, independente da reação que a torcida teria no final da partida.

O time foi vaiado, os torcedores queriam mais comprometimento da equipe, e o nosso capitão não aceitou essa manifesta do povo gaúcho e pediu parabéns companheiros se dirigirem imediatamente para o vestiário, e assim foi feito, contrariando uma ordem expressa do seu treinador.

O Neymar só tem 23 anos, muita coisa vai acontecer na carreira desse atleta ainda, mas é melhor ele pensar melhor antes de tomar determinadas atitudes.

Fonte: Mauro Gonçalves Soares

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias