Segunda-Feira, 20 de Janeiro de 2020 - 07:14 (Colaboradores)

L
LIVRE

SEBASTIÃO DE CASTRO INÁCIO - POR ANÍSIO GORAYEB

Desembarcou em Porto Velho no ano 1950, com apenas 18 anos de idade. Naquele tempo ainda éramos capital do Território Federal do Guaporé.


Imprimir página

Ele nasceu no dia de São Sebastião e como era de costume no Nordeste, não poderia ter outro nome que não fosse o nome do santo do dia do nascimento, por isso foi batizado como Sebastião de Castro Inácio.

Nesse 20 de janeiro está  completando 88 anos.

Nascido no interior do Ceará, numa pequena cidade chamada São Luís do Curú, a qual hoje já é município, mas na época (1932), era uma localidade no município de Uruburetama.

Desembarcou em Porto Velho no ano 1950, com apenas 18 anos de idade. Naquele tempo ainda éramos capital do Território Federal do Guaporé. 

Iniciou suas atividades nos seringais e em 1959 adquiriu os seringais Cajazeiras e Quatro Cachoeiras, anteriormente pertencentes aos irmãos Raimundo e Aldemir Cantanhede. Essas terras hoje situam-se no município de Ariquemes.

Casou-se com Dona Raimunda Barros Pantoja, com quem viveu por 62 anos até o dia que ela foi morar no céu. 

Dos 88 anos de vida, 70 foram dedicados ao desenvolvimento de Rondônia, e por essa razão, recebeu merecidamente em 2009, a maior comenda do Estado de Rondônia, a Medalha Marechal Rondon.

Parabéns à toda família Castro Inácio pelo aniversário do seu querido patriarca, que na imagem abaixo está com uma das filhas, Marisâmia, e com uma das netas, a Anna Luiza.

Parabéns meu sogro, muita saúde e vida longa... 🙏🙏👏👏👏

ANÍSIO GORAYEB

Fonte: Anísio Gorayeb - News Rondônia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias