Sexta-Feira, 03 de Abril de 2020 - 15:14 (Saude)

L
LIVRE

RONDÔNIA RECEBE DO GOVERNO FEDERAL CERCA DE CINCO MIL TESTES RÁPIDOS PARA DETECTAR COVID-19

Trabalhadores de saúde serão priorizados, além de agentes de segurança, como policiais, bombeiros e guardas-civis, que estejam com sintomas da Covid-19.


Imprimir página

Na noite da quinta-feira (2) o governador de Rondônia, coronel Marcos Rocha, e o secretário estadual de Saúde, Fernando Máximo, anunciaram em coletiva à imprensa a chegada de 4.800 amostras de testagem rápidas para o coronavírus.

Trabalhadores de saúde serão priorizados, além de agentes de segurança, como policiais, bombeiros e guardas-civis, que estejam com sintomas da Covid-19. A ideia é que estes profissionais que estão na linha de frente do atendimento à população, garantindo cuidados médicos e de segurança, recebam o diagnóstico e tenham a oportunidade de retornar, de forma segura, às suas atividades que são consideradas essenciais.

O teste identifica com mais agilidade a contaminação ou não pelo vírus podendo confirmar o Covid-19 em 15 minutos. “Nós estamos trabalhando muito, alinhando ações, para que possamos garantir a saúde da nossa população. Recebemos esses 4.800 testes na data de hoje, e já garantimos mais nove mil para semana que vem”, disse Marcos Rocha.

Governador Coronel Marcos Rocha e o secretário de saúde Fernando Máximo.

O secretário da Sesau, Fernando Máximo, destaca que os kits chegaram rápido, pois foi fabricado há 12 dias. “O Ministério da Saúde conseguiu uma compra rápida, e por interferência do nosso governador, coronel Marcos Rocha, nós recebemos mais rápido ainda. Sabemos que esses kits estão escassos no mundo inteiro, assim como os kits pra realização do exame de PCR, o que fazemos no Lacen, ou seja, de uma vez só chegaram 4.800, com previsão de mais nove mil por semana. Isso potencializa nossa capacidade de realizar os testes”.

Ainda de acordo com o secretário de Saúde, os testes rápidos são diferentes do método laboratorial e funciona de outra maneira. “É feita uma coleta de uma amostra de sangue, semelhante ao teste de glicemia. Depois de retirada do sangue, ele é coletado com uma pipeta e colocado em uma plataforma de plástico. Se aparecerem dois traços, o resultado é positivo para Covid-19″.

O governador Marcos Rocha disse ainda que, após intermediação com o presidente da república, Jair Bolsonaro, conseguiu para o Estado mais dez leitos de UTI. “Lembramos que todos os cuidados de prevenção ainda é o principal combate ao vírus. Nenhum estado ou país estavam preparados para essa pandemia, por isso peço à população que tenha consciência desse mal”, frisou.

Fonte: 015 - Secom - Governo de Rondônia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias