Segunda-Feira, 20 de Maio de 2019 - 16:24 (Educação)

L
LIVRE

REPLETO DE DICAS E MACETES, ESTUDANTES DE PRESIDENTE MÉDICI ABSORVEM E ELOGIAM CONTEÚDO DO AULÃO REALIZADO EM JI-PARANÁ

Eles classificaram a aula intensiva como uma das mais bem elaboradas.


Imprimir página

Durante o “aulão” preparatório para as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) realizado em Ji-Paraná, no sábado (18), um grupo de estudantes de Presidente Médici destacou que as dicas e macetes oferecidas foram ferramentas essenciais para resolução com maior agilidade das questões da prova nacional. Eles classificaram a aula intensiva como uma das mais bem elaboradas.

O terceiro aulão realizado em Ji-Paraná ocorreu no auditório da escola estadual Jovem Gonçalves Vilela e contou com 349 estudantes inscritos de escolas públicas da região. Foram aplicados conteúdos nas disciplinas de artes, redação, geografia e química por professores da rede estadual local.

“A aula estava programada para ocorrer no auditório da Coordenadoria Regional de Educação, mas devido ao crescimento de interessados transferimos o local para acomodar mais pessoas”, esclarece a coordenadora regional, professora Rosângela Marum, que programava a participação de 200 alunos.

O foco de Gustavo Ricarti, aluno da escola Carlos Drummond de Andrade, é cursar medicina na Universidade Federal da Grande Dourados, no Mato Grosso do Sul. Na avaliação dele, “o aluno só fixa o conteúdo se resolver os exercícios”.

“O aulão reforçou isso. Os professores ensinaram alternativas que facilitam a fixação”, disse o aluno de Presidente Médici. Ricarti conseguiu notas 745 e 780 nas provas do Enem de 2017 e 2018, respectivamente. “Fiz as provas para saber o que é cobrado e intensificar os estudos”, disse, o já experiente em prova do Enem.

A professora Socorro Lustosa explicou uma maneira prática de elaborar a redação e instruiu os estudantes a praticar exercícios gramaticais. “Ensinamos que ao tomar conhecimento do tema da redação no Enem o candidato à universidade elabore uma lista com cinco palavras chaves relacionadas ao tema. A partir dessas palavras discorram cinco períodos utilizando cada uma delas seguindo o roteiro redacional”, disse Lustosa, uma das dicas que foi considerada valiosa pelos estudantes.

Serena Silva Gonçalves, da escola estadual Paulo Freire, está disposta a obter no mínimo 800 pontos no Enem, nota, segundo ela, suficiente para entrar na faculdade de Odontologia. “O aulão veio reforçar o que já aprendi na escola, mas as cinco palavras chaves foi a dica mais valiosa na aula de redação”, disse a estudante de Presidente Médici, ressaltando que “valeu a participação no aulão”.

Na avaliação da organizadora do aulão, a professora Norma Coelho, a aula intensiva correspondeu as expectativas e teve fatores surpreendentes: a receptividade calorosa e interação entre alunos e professores. “Foi muito gratificante apresentar um serviço que agradou a ambas as partes”, disse a organizadora, satisfeita com a realização da tarefa.

Candidato ao curso de medicina, o estudante Rodrigo Rodrigues da Silva fez um comparativo dos dois últimos aulões em que participou em Ji-Paraná. “Nessa última aula tive mais aproveitamento dos conteúdos devido a dinâmica e interação maior entre alunos e professores. Foram aulas divertidas com bastante conteúdo. Na outra tivemos muita teoria e capítulos desconhecidos. Gostei mais do formato da aula de sábado”, disse Rodrigo, do Centro Estadual de Educação de Jovens e Adultos Marechal Rondon, de Presidente Médici.

Os aulões preparatórios ocorrerão uma vez por mês até às vésperas das provas do Enem em cada região de Rondônia. Em Ji-Paraná, o primeiro reuniu 283 alunos, o segundo juntou 359 estudantes e foi o itinerante liderado pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc).

Fonte: 030 - SECOM - GOV/RO

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias