Quinta-Feira, 19 de Setembro de 2019 - 09:33 (Saude)

L
LIVRE

QUATRO DOENÇAS CAUSADAS PELA FALTA DE HIGIENE BUCAL

Veja os males que uma rotina de higiene bucal pode evitar.


Imprimir página

A boca é a porta de entrada da nutrição corporal e, quando comprometida por bactérias decorrentes da má higienização, ela se torna o ponto de partida de doenças mais graves que podem se espalhar pelo restante do corpo humano.

Por isso, o cuidado com a saúde bucal é fundamental, não apenas para a manutenção de um belo sorriso e para a conservação de uma dentição forte e hálito fresco, mas também pela manutenção da saúde como um todo.

Ciente disso, cada vez mais brasileiros buscam formas de tratar os dentes e garantir suas visitas periódicas ao dentista. Segundo a ANS (Agência Nacional de Saúde), houve um aumento de 6,53% na procura por um plano odontológico no país somente no ano de 2018.

A facilidade de encontrar informações sobre os planos na internet é um dos fatores que contribuiu muito para esse aumento. Hoje é possível encontrar planos odontológicos personalizados de acordo com a necessidade do consumidor.

Mas ainda contamos com uma parte da população que está na outra ponta dessa estatística: 16 milhões de brasileiros vivem sem nenhum dente na boca. Essa triste realidade foi constatada pela pesquisa "Percepções latino-americanas sobre perdas de dentes e autoconfiança", conduzida pela Edelman Insights.

A perda total ou parcial dos dentes e outras doenças podem ser evitadas com uma rotina de higiene bucal básica, que inclui escovação, uso do fio dental e enxaguantes bucais, alimentação saudável consultas preventivas no dentista pelo menos uma vez ao ano.

Isso evita a formação da placa bacteriana, fonte de micro-organismos que podem migrar pela corrente sanguínea gerando casos de bacteremia, o que causa outras doenças. Veja os males que uma rotina de higiene bucal pode evitar.

Gastrite 

A placa bacteriana é um biofilme que se instala nos dentes e provoca a inflamação nas gengivas. Quando não tratada, essa simples gengivite evolui para a periodontite, que é uma infecção mais grave.

A periodontite cria as condições favoráveis para a proliferação da bactéria H. Pylori, relacionada ao surgimento da gastrite.

A presença das bactérias da periodontite junto a bactéria da gastrite dificulta o tratamento de ambas as inflamações e causam uma série de desconfortos e dores.

Pneumonia

Idosos, pacientes acamados ou com baixos níveis de consciência são os indivíduos que podem sofrer um quadro de pneumonia por aspiração da saliva contaminada por bactérias periodontais, principalmente quando passam por internações e uso de inaladores e respiradores.

Nesses casos, dentistas e pneumologistas devem trabalhar juntos para reduzir os riscos de infecções.

Artrite reumatoide

A bacteremia ocasionada por uma periodontite severa pode levar as bactérias das gengivas pela corrente sanguínea até às articulações. O quadro pode desencadear sintomas como inchaços, rigidez e dores fortes nas articulações causado pela inflamação dos músculos e tecidos das articulações do corpo.

Endocardite bacteriana

Essa é uma das doenças mais graves que pode começar pela falta de higiene bucal. As bactérias bucais podem penetrar a corrente sanguínea e chegar direto ao coração, causando a inflamação do miocárdio e de suas válvulas.

A endocardite bacteriana costuma ocorrer após tratamentos dentários malsucedidos e, caso o paciente já tenha outras doenças cardíacas, a invasão bacteriana no órgão compromete sua integridade, prejudicando ainda mais seu funcionamento e podendo levar o indivíduo à morte.

Todo paciente cardíaco deve comunicar seu histórico de saúde ao cirurgião dentista. Dependo a gravidade de sua condição, o profissional pode orientar um tratamento preventivo com remédios anti-inflamatórios para evitar o risco de contaminação. 

Fonte.

Fonte: MINHAVIDA.COM

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias