Sexta-Feira, 11 de Outubro de 2019 - 10:35 (Saude)

L
LIVRE

QUALIFICAÇÃO DA REDE DE CUIDADOS À PESSOA COM DEFICIÊNCIA DEBATIDA DURANTE OFICINA PROMOVIDA PELA SESAU

I Oficina de Qualificação da Rede de Cuidados à Pessoa com Deficiência


Imprimir página

Com o objetivo de alinhar os serviços de Assistência dos Centros Especializados em Reabilitação e Oficinas Ortopédicas do Estado, a Secretaria Estadual de Saúde (Sesau) realizou a I Oficina de Qualificação da Rede de Cuidados à Pessoa com Deficiência, na quinta-feira, 10, em Porto Velho, com a participação de representantes de instituições voltadas para o atendimento à Pessoa com deficiência.

De acordo com a Coordenadora Estadual Saúde da Pessoa com Deficiência/RO, Izenilda Evangelista de Souza, com a expansão da Rede de Cuidado à Pessoa com Deficiência desde 2013, através da descentralização, habilitação, ampliação, construção de Centros especializados em Reabilitação – CER, Oficinas Ortopédicas e o crescimento no quadro de profissionais com formação de diversas áreas de atuação especifica que é de suma importância à realização da Oficina de Qualificação para o aprimoramento na linha de cuidados à Pessoa com Deficiência. “Nesse primeiro encontro vamos alinhar os conceitos e trocar experiências sobre as diretrizes da Rede de Cuidados à Pessoa, como vimos a necessidade desse aprimoramento, aqui temos diversos profissionais que nos ajudarão nesse processo de qualificação”,  disse a coordenadora.

Para o representante do Ministério da Saúde, Ângelo Roberto Gonçalves, no Estado há inúmeros serviços que atuam nessa área, um dos motivos pelo qual veio participar dessa Oficina. “Extremamente importante trazer esse  cuidado para pessoa com deficiência, o Ministério da Saúde viu a necessidade de ajudar Rondônia em implantar  mais atividades nos municípios, que são de responsabilidades dele apresentar as demandas para que  possamos atender. Essa Oficina será de muita valia para todos, pois foram apresentados projetos que irão agregar ainda mais esse cuidado”, ressaltou o coordenador da pessoa com deficiência do MS.

O representante do Ministério da Saúde destacou ainda os serviços realizados no Hospital Santa Marcelina. “Existem inúmeros serviços aqui que são bons, e que merecem nossos elogios. Vimos centros de reabilitação com equipamentos e serviços igual aos  dos grandes centros do país. Fiquei feliz em conhece-los e  sabemos que tem lugares que precisam de mais auxilio,  destacando que a Secretaria de Saúde do Estado ajuda no que for possível”, frisou Ângelo Roberto.

No Estado de Rondônia 345 mil pessoa têm algum tipo de deficiência, havendo 6 Pontos de Atenção para atender esses pacientes: 2 Centros Especializados em Reabilitação – CER II (Auditiva e Física) nas Regiões de Porto Velho e Ariquemes; 2 Centros Especializados em Reabilitação CER II (Física e Intelectual) nas Regiões de Cacoal e Rolim de Moura; 1 Centro Especializado em Reabilitação CER III (Auditiva, Física e Intelectual) na Região Central/Ji-Paraná; 1 Centro Especializado em Reabilitação CER IV (Auditiva, Física, Intelectual e Visual) na Região do Cone Sul/Vilhena.

A I Oficina de Qualificação da Rede de Cuidados à Pessoa com Deficiência teve como publico alvo Coordenador Estadual da RCPD, Representantes do grupo condutor, Representantes das regionais de saúde, Representantes do CONASEMS, Coordenadores do CER e Oficinas Ortopédicas, Profissionais de reabilitação do CER e Oficinas Ortopédicas. E contou ainda com uma apresentação dos alunos da Associação Pestalozzi.

 

Sângela Oliveira

Fotos: Ítalo Ricardo

Fonte: Secom/gov-ro

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias