Quinta-Feira, 14 de Maio de 2020 - 17:45 (Saude)

L
LIVRE

PROJETO DO NOVO PRONTO-SOCORRO JOÃO PAULO II É APRESENTADO A EMPRESÁRIOS DE TODO O MUNDO PELO GOVERNO DE RONDÔNIA

Pronto-Socorro será construído no modelo BTS, “construído para servir”. O projeto do Heuro prevê uma estrutura moderna com 399 leitos.


Imprimir página

Na manhã desta quinta-feira (14), aconteceu por videoconferência a sondagem de mercado para a construção do Hospital de Emergência e Urgência de Rondônia (Heuro), onde empresários do Brasil e do mundo conheceram a realidade de Rondônia e a real necessidade da construção desse hospital, que é prioritário para a gestão do atual governo.

“Esse projeto de construção do Heuro é de extrema importância para Rondônia, nosso João Paulo II é antigo, as equipes estão trabalhando de forma incansável para que consigamos fazer a entrega desse novo hospital de forma transparente e legal”, destacou o governador, coronel Marcos Rocha.

A apresentação do estudo para a construção do Heuro foi feita pela Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP) aos investidores, para avaliação de interesse, antes da abertura do processo de licitação. “Um dos estados que mais crescem no Brasil, é o estado de Rondônia, especialmente no ano de 2019 e 2020, o que trás ainda mais credibilidade aos empreendedores do Brasil e do mundo, para terem maior interesse na construção do hospital”, enfatizou Frederico Turolla, coordenador geral da FESPSP.

O novo Pronto-Socorro será construído no modelo Built to Suit (BTS) – “construído para servir”, que já foi utilizado com sucesso no prédio do Fórum Geral Desembargador César Montenegro de Porto Velho (TJ-RO). Desse modo, é possível viabilizar projetos de implantação de equipamentos públicos que atendam às rígidas normas estabelecidas pelos futuros usuários da construção – governo e sociedade – bem como os prazos curtos para execução. Este contrato evita a imobilização do capital do governo, em um ambiente de limitação orçamentária dos governos estaduais em todo o Brasil.

O secretário estadual de saúde, Fernando Máximo, destacou a importância do evento, onde mesmo com o Estado enfrentando uma pandemia, o Governo não abriu mão da continuidade na construção do Heuro. “Foi um evento fantástico, onde as pessoas e empresários do mundo todo puderam conhecer Rondônia, e quanto mais empresários estiverem interessados, melhor, porque conseguimos baixar o preço e melhorar a qualidade. Nós estamos muito felizes, porque esse projeto não está parado, apesar da pandemia a construção do Heuro de forma alguma parou”, frisou.

O projeto do Heuro prevê uma estrutura moderna com 399 leitos, um centro cirúrgico com 10 salas, sendo uma hemodinâmica e 64 leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), incluindo hemodinâmica. A construção da nova unidade hospitalar irá substituir o Pronto-Socorro João Paulo II, em Porto Velho. A expectativa é que a obra seja concluída em até dois anos.

O evento teve a participação do governador de Rondônia, coronel Marcos Rocha, o secretário de saúde, Fernando Máximo, a equipe técnica da Sesau, equipe da FESPSP, órgãos fiscalizadores, Assembleia Legislativa e sociedade civil.

Sângela Oliveira
Fotos: Ítalo Ricardo

Fonte: Secom/gov-ro

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias