Terça-Feira, 24 de Setembro de 2019 - 11:31 (Agronegocios)

L
LIVRE

PRODUÇÃO DE LEITE É AVALIADA COM FOCO NO PROGRAMA DE BOAS PRÁTICAS DE ORDENHA EM RONDÔNIA

O objetivo é adequar as agroindústrias às últimas Instruções Normativas publicadas em 2018 pelo Mapa.


Imprimir página

Tanto os produtores de leite quanto os proprietários de agroindústria familiar do Distrito de Nova Dimensão, em Nova Mamoré-RO, terão a matéria-prima inspecionada e analisada com foco no Programa de Boas Práticas de Ordenha do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

As avaliações serão realizadas pela Empresa Brasileira de Pesquisas Agropecuárias (Embrapa) em conjunto com o Serviço de Inspeção Estadual (SIE) da Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril do Estado (Idaron). Serão feitas análises do leite cru. O objetivo é adequar as agroindústrias às últimas Instruções Normativas publicadas em 2018 pelo Mapa.

No final do mês de outubro serão coletadas amostras de leite das propriedades dos que participaram da oficina no último mês de agosto. Essa avaliação fechará um trabalho realizado com a comunidade que teve início com análise do leite desses mesmos produtores no mês de maio.

“É o ponta pé inicial para adequação dessas agroindústrias às novas exigências das IN 77 e 78/2018”, explica a Fiscal Estadual Agropecuária Margarete Eliane Garbellini Aprígio, da Gerência de Inspeção de Produtos de Origem Animal da Idaron.

OFICINAS

Nos dias 22 e 23 do último mês de agosto foi realizada a ‘Oficina de Boas Práticas de Ordenha’, no distrito de Nova Dimensão, município de Nova Mamoré. O objetivo, segundo os realizadores, é transferir conhecimentos e práticas aos produtores e técnicos, visando a melhoria da qualidade e sanidade do leite na região.

A ação está alinhada às atividades do Projeto PAP/LQL (Programa de Apoio a Pesquisa de Inovação Tecnológica no Laboratório de Qualidade do Leite), executado pela Embrapa, em parceria com a Idaron e a Entidade Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater).

“As oficinas foram importantes, pois possibilitaram a abordagem dos pontos críticos identificados no estudo e uma interação maior com os produtores e técnicos locais. Técnicos da Agência Idaron e da Emater participaram ativamente nos dois dias de oficinas, e contribuíram na operacionalização e discussões”, salientou a organização do evento.

Participaram das oficinas 28 produtores, 7 técnicos e 4 proprietários de agroindústria.

Fonte: 015 - Secom - Governo de Rondônia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias