Sabado, 15 de Fevereiro de 2020 - 10:16 (Internacional)

L
LIVRE

PRIMEIRA MORTE POR CORONAVÍRUS FORA DA ÁSIA É CONFIRMADA NA FRANÇA

Um turista chinês de 80 anos infectado pelo coronavírus morreu na França, segundo anúncio da ministra da saúde francesa Agnès Buzyn. Ele estava internado desde o final de janeiro em um hospital no norte de Paris


Imprimir página

Um turista chinês de 80 anos infectado pelo coronavírus morreu na França, segundo anúncio da ministra da saúde francesa Agnès Buzyn. Ele estava internado desde o final de janeiro em um hospital no norte de Paris, e é a primeira morte fora da Ásia desde o início da epidemia.

Até esse caso, apenas três mortes haviam sido confirmadas fora da China: no Japão, em Hong Kong e nas Filipinas. Na China continental, já são quase 1.400 mortes confirmadas, segundo último relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS), publicado na sexta-feira (14).

Em torno de 60 mil pessoas já foram infectadas pelo vírus. A epidemia teve um salto recente no número de infectados após o governo chinês mudar a metodologia para detecção de novos casos.

Veja os países que já registraram casos de infecção por coronavírus

França - Uma mulher usa uma máscara em Paris devido à epidemia do novo coronavírus GONZALO FUENTES/REUTERS

Não há casos confirmados de infecção no Brasil. O Ministério da Saúde acompanha casos de suspeita e divulga diariamente atualizações.

A pasta informa que tem realizado monitoramento diário da situação junto à OMS e que ativou um centro de operações de emergência para monitorar possíveis casos suspeitos.

Entre as ações já adotadas, estão a notificação da área de portos, aeroportos e fronteiras da Anvisa, avisos à área de vigilância do Mapa (Ministério da Agricultura) e notificação às secretarias de saúde.

A Anvisa informou ter enviado recomendações a equipes de vigilância em saúde em portos e aeroportos para reforço no controle de possíveis casos suspeitos de coronavírus. O órgão enviou um documento que orienta equipes destes locais sobre o atendimento de viajantes com sintomas e pede notificação imediata de casos suspeitos, além de intensificação em procedimentos de limpeza e desinfecção de terminais.

O governo Jair Bolsonaro decretou estado de emergência em saúde pública no início de fevereiro para conter o vírus.

A portaria, publicada no DOU (Diário Oficial da União), permite à Secretaria de Vigilância em Saúde solicitar ao Ministério da Saúde a contratação temporária de profissionais de saúde, a aquisição de bens (como equipamentos) e a contratação de serviços.

Os brasileiros resgatados da cidade de Wuhan, capital da província de Hubei (epicentro da doença), estão em quarentena na Base Aérea de Anápolis (GO).

Fonte: 011 - Folha de São Paulo

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias