Sexta-Feira, 12 de Julho de 2019 - 14:48 (Política)

L
LIVRE

PRESIDENTE LAERTE GOMES COBRA RECUPERAÇÃO URGENTE DA RO-135, LIGANDO JI-PARANÁ AO DISTRITO DE NOVA LONDRINA

Parlamentar cobrou trabalho emergencial do DER, no trecho de cerca de 25 quilômetros, que está tomado por buracos


Imprimir página

O presidente da Assembleia Legislativa, Laerte Gomes (PSDB), cobrou do diretor geral do Departamento de Estradas de Rodagens (DER), que inicie com urgência um trabalho de recuperação do asfalto dos cerca de 25 quilômetros da RO-135, que liga Ji-Paraná ao distrito de Nova Londrina, até o entroncamento da BR-429.

"A população não aguenta mais e está cobrando uma ação imediata por parte do DER. Os buracos tomam conta de praticamente toda a extensão da rodovia, gerando muitos prejuízos aos motoristas que ainda se arriscam a transitar pela rodovia. Muitos preferem desviar pela BR-429, saindo em Presidente Médici, aumentando o percurso e tendo mais prejuízo", disse Laerte.

O parlamentar informou que foi colocado uma mistura de solo/cimento nos buracos, mas que, com a falta de um recapeamento asfáltico, esse material praticamente se perdeu, o que teria deixado a população ainda mais revoltada. "Os moradores, com toda razão, cobram melhorias na rodovia, que dá acesso a uma região produtiva e muito povoada, com acesso de estudantes da região da BR-429, por exemplo às faculdades em Ji-Paraná", completou.

O presidente fez um apelo para que o diretor geral do DER, Erasmo Meireles, possa se sensibilizar e determinar que uma força tarefa do órgão faça um trabalho urgente de recuperação do asfalto em toda a extensão da RO-135.

"É preciso um trabalho urgente, mas um serviço bem feito, para durar e não desperdiçar recurso público. Estamos em julho e não podemos aceitar mais demora na recuperação da RO-135, que está em péssimas condições e a população sofrendo. Fica o nosso apelo para que o DER olhe com atenção esse pedido e recupere essa importante rodovia", finalizou Laerte.

Fonte: 015 - ALE/RO - DECOM

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias