Sabado, 27 de Abril de 2019 - 17:09 (Cidades)

L
LIVRE

PREFEITURA DE ARIQUEMES E FECOMÉRCIO DEBATEM INÍCIO DE VOOS COMERCIAIS NA CIDADE

O objetivo foi debater o Plano de Desenvolvimento da Aviação Regional (PDAR)


Imprimir página

A reunião com a comitiva composta pelo presidente do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac/ IFPE e Vice-Presidente da CNC - Confederação Nacional do Comércio, Raniery Araujo, além do Vice-Presidente, Gladstone Frota, da consultora executiva da Fecomércio, Cileide de Macedo, do Diretor Regional do Senac, Hilton Gomes, do Diretor da Divisão de Programas Sociais do Sesc, João Daniel e dos gerentes de unidade no município, Walter da Silva e Neide Braga, ocorreu na tarde da última quinta-feira (25), no gabinete da Prefeitura de Ariquemes.

Além do prefeito Thiago Flores, também participaram o vereador Eronildo Pereira (PRB), o presidente da Fundação de Cultura, Esporte e Turismo (FUNCET), Lafaiete Ribeiro, Secretário Municipal de Agricultura, Indústria e Comércio, Evandro leite, e o presidente da Associação Comercial de Alto Paraíso, Pedro Felix. 

O objetivo foi debater o Plano de Desenvolvimento da Aviação Regional (PDAR), com foco na revitalização e habilitação do aeroporto de Ariquemes para receber voos comerciais.

O PDAR  foi criado pela lei Federal nº 13.097, em 19 de janeiro de 2015, e visa aumentar o número de voos, bem como reduzir os custos de passagens aéreas na região Amazônica.

Para tanto, é necessário expandir as frequências e rotas operadas regularmente.  Neste contexto, em pouco mais de uma hora, a consultora executiva da FECOMÉRCIO, Cileide de Macedo, expôs estudos e pesquisas, com intuito de estabelecer um panorama aéreo comercial do Estado, através de dados estatísticos sobre a evolução dos números de voos em Rondônia. O prefeito Thiago Flores explicou que Ariquemes já está credenciada no Programa de Desenvolvimento Aéreo Nacional (PDAR), portanto, habilitada a receber voos comerciais, tão logo sejam realizadas as obras de alargamento e extensão da pista do aeródromo da cidade.

No entanto, é necessário que o Governo do Estado viabilize e apresente o projeto Executivo à Secretaria de Aviação Civil (SAC), ligada ao Ministério da Infraestrutura, para que esta libere o valor de pouco mais de 3 milhões de reais necessários para a construção.

“Toda sociedade civil de Ariquemes , tanto os empresários, como os moradores, Prefeitura, Câmara Municipal e Deputados Estaduais e Federais, buscam esse pleito, e hoje essa luta ganha mais um aliado, que é a FECOMÉRCIO. A nossa luta é para que o Governo do Estado definitivamente apresente um projeto executivo de alargamento da pista  e também da extensão,  aqui do nosso aeródromo, e que apresente esse projeto na Secretaria de Aviação Civil para que lá, sendo aprovado, seja liberado este recurso destinado pelo PDAR, que é uma Lei Federal de revitalização dos aeroportos da região amazônica,” (sic) Afirmou o Prefeito.

O presidente da FECOMÉRCIO, Raniery Araújo, disse que entre os municípios credenciados em Rondônia (Ariquemes, Vilhena, Cacoal, Ji-Paraná e Guajará – Mirim), apenas Jí-Paraná  tem o projeto e se comprometeu em reforçar  o apoio para que o Governo do Estado conclua os projetos necessários para captação do recurso e conclusão das obras . “Cabe essa união de todos esses municípios, juntamente com a FECOMÉRCIO, Associação Comercial de Ariquemes, a CDM de Ariquemes irmos juntos ao Governo do  Estado requerer esses projetos para que esses voos comecem a acontecer em Ariquemes.” Finalizou, Raniery.

Fonte: Comunicação PMA

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias