Sabado, 04 de Maio de 2019 - 16:29 (Educação)

L
LIVRE

PREFEITO HILDON CHAVES DETERMINA PRIORIDADE ABSOLUTA NA RECUPERAÇÃO DAS ESTRADAS RURAIS

A prefeitura vai reunir toda a sua força em maquinários que poderão ser deslocados aos distritos, para realizar o trabalho com a maior brevidade


Imprimir página

Por determinação do prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves, a prioridade absoluta da sua gestão nesse mês de maio, com o fim do período chuvoso, é a recuperação dos pontos mais críticos das estradas rurais, para que haja condições de trafegabilidade do transporte escolar terrestre com total segurança para os estudantes.

Nesse sentido, uma reunião com representantes das Secretarias de Obras (Suop), Agricultura (Semagric), Educação (Semed), Secretaria Geral de Governo (SGG), a presidente da Comissão de Educação da Câmara, vereadora Joelna Holder, vereador Sebastião Ferreira (Tiãozinho), o assessor de política governamental, Devanildo Santana, entre outros, para definir as ações mais urgentes, além do que já havia sido planejado.

“Esse é um trabalho que já vínhamos tratando com muita importância, mas o rigoroso período chuvoso não permitiu que dessemos continuidade. O prefeito determina agora, prioridade absoluta na recuperação dos locais onde há riscos de trafegabilidade, onde ônibus escolares não conseguem buscar e nem deixar as crianças nas escolas”, enfatizou Basílio Leandro de Oliveira (SGG).

Ficou definido que a prefeitura vai reunir toda a sua força em termos de maquinários que poderão ser deslocados para os distritos e comunidades rurais, para trabalhar na recuperação das estradas e garantir o transporte escolar. Outras máquinas darão sequência aos mutirões que estão sendo realizados na capital.

Recuperadas

O secretário Francisco Evaldo de Lima (Semagric), disse que o Município de Porto Velho possui 7 mil quilômetros de estradas rurais, sendo que desse total, cerca de 3 mil quilômetros foram recuperados no verão passado. Somente em União Bandeirantes, são 700 quilômetros de ‘linhas’, dos quais, 80% foi recuperado. “Nosso maior problema é o inverno amazônico, que é muito extenso e rigoroso. É impossível recuperar estradas no período de chuva”, afirmou.

Licitação

Conforme o secretário Márcio Félix (Semed), foi realizado um processo emergencial para contratar o transporte escolar fluvial. A situação já deveria ter sido resolvida, entretanto, como a empresa vencedora do certame não possui as embarcações, ela foi desclassificada. A 2ª colocada foi chamada, mas declarou não ter interesse. Por sua vez, a 3ª colocada também foi chamada, mas não se pronunciou.

Por conta disso, na próxima semana, a Semed vai encaminhar um novo processo emergencial para a Superintendência Municipal de Licitação (SML), para que seja realizado o mais urgente possível, dentro do que determina a lei, garantindo o transporte escolar para as crianças ribeirinhas.

Com relação ao transporte escolar terrestre, a empresa que ganhou o contrato emergencial já está operando e cumprindo os prazos. “Na próxima semana, nós vamos publicar o edital do processo ordinário, um contrato que pode durar até 5 anos. Com isso, acredito que vamos resolver definitivamente a questão do transporte escolar terrestre no Município”, frisou Márcio Félix.

 

.

Fonte: Comdecom

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias