Quinta-Feira, 28 de Maio de 2020 - 15:51 (Educação)

L
LIVRE

PRAZO PARA COLETA DO CENSO ESCOLAR 2020 FOI AMPLIADO POR CONTA DA PANDEMIA

Coordenações estaduais terão 87 dias para enviar informações


Imprimir página

As diretrizes para a coleta de dados do Censo Escolar 2020 foram alteradas por conta da pandemia do coronavírus. Com isso, o prazo foi ampliado para 87 dias – antes o sistema ficava aberto apenas por dois meses. Os representantes das escolas públicas e privadas da educação básica do país já podem acessar o Sistema Educacenso para a declaração das informações, que foi liberado para acesso ontem, 27, e ficará aberto até 21 de agosto desse ano.

A decisão publicada no início da semana, no Diário Oficial da União, pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão vinculado ao Ministério da Educação (MEC), também modificou o período de referência para considerar as matrículas. As instituições terão que considerar o dia 11 de março de 2020 – período anterior ao início da suspensão das aulas por conta do isolamento social – como data de corte. Dessa maneira, os dados sobre as matrículas declaradas ao Censo Escolar 2020 devem ter como referência essa data.

A coordenadora-geral do Censo Escolar no Inep, Célia Gedeon, explicou, em nota, que diferentes decretos foram estudados para traçar o cenário objetivo das datas de suspensão das aulas durante a pandemia, considerando ainda a dinâmica da declaração das matrículas no ano passado para desenhar a proposta mais indicada, com máxima antecipação do início de coleta e término mais tardio possível.

O Censo

São abrangidas pelo Censo as diferentes modalidades e etapas da educação básica e profissional como:

- Ensino regular (educação infantil, ensino fundamental e médio);

- Educação especial – modalidade substitutiva; educação de jovens e adultos (EJA);

- Educação profissional (cursos técnicos e cursos de formação inicial continuada ou qualificação profissional).

Os dados obtidos através do Censo Escolar baseiam os cálculos de indicadores que servem para explicar a situação educacional do Brasil, tais como: Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (ldeb), as taxas de rendimento e de fluxo escolar, a distorção idade-série, entre outros. O Censo é coordenado pelo Inep e feito, anualmente, em parceria com as secretarias estaduais e municipais de Educação.

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias