Quarta-Feira, 26 de Junho de 2019 - 17:38 (Colaboradores)

L
LIVRE

POLÍTICA & MURUPI: RAPOSA NO GALINHEIRO

Por coincidência quando a operação Vaza Jato distribui em gotas as mensagens do Deltan Dalagnoll do MPF de Curitiba e do Moro.


Imprimir página

"Uma nova espécie de dinossauro foi descoberta no interior do Paraná.Uma velha espécie de dinossauro continua presa na capital do Paraná.”Site o Antagonista

1-Por uma “peinha de nada”

Foi por um triz. A jogada foi bem preparada, mas é que a segunda turma do STF mudou a composição, trocaram o cadeado o que vivia aberto e aí... GAME OVER! A jogada deu errada e os ministros capitularam.

O “Redivivo” permanece presoem razão dos seus crimes apesar da narrativa canhestra de perseguição. Sobre Moro, a sua conduta sob o ponto de vista ético será analisadapelo STF quando for julgado o HC rejeitadoontem. A “izquierda” vai se encontrar com Moro na terça na CCJ da Câmara. Pau puro!

2-Balão furado

Em editorial, o jornal a Folha que se alinhou com o site Intercept virou a página e furou o balão de gás metano que só é bom para queimar: “as conversas até aqui divulgadas não mostraram de modo inquestionável, condutas ilícitas de Moro ou dos procuradores”.

Acrescentou que: “ainda não se atestou a autenticidade das mensagens, que de resto talvez tenham sido obtidas de forma criminosa” e fechou com: “Da ilegalidade dessa prova decorreria sua inutilidade do ponto de vista jurídico.” A Folha pelo jeitocapitulou e o “site-balão” perde um parceiro por falta de conteúdo e credibilidade. Sobrou a cizânia.

3-Falando em cizânia...

O juiz Marcelo Bretas,TRF Rio de Janeiro, foi didático sobre a “Vaza Jato”: “Enquanto isso não for periciado, ainda que se preserve a fonte, o sigilo da fonte, porque é importante para a democracia, para a liberdade de imprensa, a fonte é um traçoimportante.

Ainda que se preserve a fonte, é importante que se apresente as mídias originais não sei, ou o que foi conseguido, para que seja periciado, porque senão coloca-se o que quiser, o diálogo que quiser, naquela formatação que estaria nas mídias ou sei lá onde e o outro lado simplesmente não tem defesa.” Falou minha língua.

4-Desapega-oportunidade de negociar seu precatório

Quem deve ICMS, IPVA, Sedam, Idaron e TCE, tem uma oportunidade de ouro para se livrar do abacaxi usando outro abacaxi. Quem tem precatórios pode fazer o encontro de contas de forma legal e incentivada pelo governo pelo programa Compensa Rondônia.

O contribuinte adquireo precatório com deságio, faz o pedido de adesão na PGE-Procuradoria Geral do Estado e pronto. Se não houver PGE no local, qualquer unidade da Sefin resolve. Simples assim. Adeus dívida, adeus precatório é vida nova para todos!

5-Raposa no galinheiro

A Comissão de Constituição e Justiça do Senado acaba de aprovar o projeto de abuso de autoridade. Por coincidência antes de apreciar as medidas anti-corrupção enviadas desde o início do ano por Sergio Moro. Por coincidência quando a operação Vaza Jato distribui em gotas as mensagens do Deltan Dalagnoll do MPF de Curitiba e do Moro.

Por coincidência dois dias após o presidente do Senado ter usado a frase: “Se fosse um deputado ou um senador ele já estava cassado, preso e nem precisava provar se tinha hacker ou não”. E a lista de senadores investigados pela Lavajato como vai ficar?

[email protected]

Fonte: Leo Ladeia/NewsRondônia

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias