Sexta-Feira, 28 de Dezembro de 2018 - 15:30 (Colaboradores)

L
LIVRE

POLÍTICA & MURUPI: O DIESEL E O FIM DO SUBSÍDIO

A Petrobras pode flexibilizar o preço do diesel e tal qual ocorre com a gasolina mudar o reajuste diário do diesel mantendo estável por alguns dias para conciliar lucro, demandas de clientes e mercado.


Imprimir página

1-O diesel e o fim do subsídio

Novidades no abastecimento! A Petrobras pode flexibilizar o preço do diesel e tal qual ocorre com a gasolina mudar o reajuste diário do diesel mantendo estável por alguns dias para conciliar lucro, demandas de clientes e mercado. E a mudança já vigora em janeiro de 2019.

“Mas, a paridade internacional, margens para remuneração dos riscos de operação e share interno continuam em vigor, bem como a relação das variações do preço do diesel no mercado mundial e as taxas de câmbio".

2-O segredo do Jucá

“Segredo de três só matando dois”, diz Zé de Nana. Foi assim com o senador Jucá. O documento estava lá, era secreto, mas a zelosa assessora do Jucá precisava passar aos interessados e... BINGO! A Odebrecht era a interessada.

Delação de lá e de cá, e o e-mail da servidora comprovou. Jucá foi pego com a mão na cumbuca. A PGR avalia que a atuação de Jucá rendeu R$ 150 mil para a campanha eleitoral do filho. E é só outra prova. Jucá já é réu por conta deste fato. A casa caiu. Aliás, a casa sempre cai.

3-Fé de mais não cheira bem

Ele não se lembra das mulheres e das famílias que o acusam de crimes sexuais, nem de quantas casas e carros possui, mas sabe que tem amigos muito importantes que já o tiraram da cela mas pela rapidez ao sacar uma fortuna nos bancos lembra da grana sim.

A Justiça de Goiás bloqueou R$50 milhões das contas de João de Deus, para eventual indenização das vítimas. Com a popularidade em baixa e a grana em alta, o processo na justiça vai longe. Ele vai sumir de cena, mas outros iguais virão ocupar o trono do engodo. É que aquele que nada tem se agarra com fé a fiapos de esperança.

Em nota o PT anuncia que não irá à posse de Bolsonaro. “O ódio do presidente eleito contra o PT, os movimentos populares e o ex-presidente Lula é expressão de um projeto que, tomando de assalto as instituições, pretende impor um Estado policial e rasgar as conquistas históricas do povo brasileiro. Não compactuamos com discursos e ações que estimulam o ódio, a intolerância e a discriminação. E não aceitamos que tais práticas sejam naturalizadas como instrumento da disputa política. Por tudo isso, as bancadas do PT não estarão presentes à cerimônia de posse do novo presidente no Congresso Nacional.” Danou-se. Sem o PT cancela ou adia?  E os salgadinhos?

5-Tudo pronto para a posse

Vendo a lista do que está proibido usar, portar, qual o comportamento e as proibições para a cerimônia de posse do Bolsonaro, fiquei com a impressão de que nem o MST, nem as centrais sindicais, enfim os movimentos sociais terão o espaço adequado para aplaudir, bater continência ou gritar palavras de ordem como é de praxe.

Revistas, baculejos, grades, baias de contenção, tudo. Aliás, tudo diferente do Brasil de ontem. E tem a posso no Congresso que como já se viu não vai ter PT. Vixi. Deu B.O.

leoladeia@hotmail.com

 

 


Fonte: Leo Ladeia/NewsRondônia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias