Quarta-Feira, 05 de Dezembro de 2018 - 15:34 (Colaboradores)

L
LIVRE

POLÍTICA & MURUPI: LIGARAM A REPIMBOCA

Temer deixou cascas de banana como a reforma da previdência que só vai fatiada, o 'insulto natalino', o cala-boca judiciário e as pautas bombas e uma possível greve de caminhoneiros já em janeiro. Dureza!


Imprimir página

FRASE DO DIA:

"A jurisprudência oferece escudos contra o abuso de litigância. Mas o Supremo prefere emaranhar-se em si mesmo.” – Jornalista Josias de Souza

1-Para entender

A segunda turma do STF se reuniu para julgar mais um pedido de habeas corpus ao “redevivo” tendo por base um pedido de suspeição do juiz Moro por imparcialidade. Dois votos contra, tendência de ampliação e o ministro Gilmar Mendes pediu vistas para examinar o caso.

Estranho, mas razões sobram para o pedido e ainda mais pela agenda do CNJ que julgará no dia 11 vários processos contra Moro inclusive R$ 165 milhões levantados na Operação Jabuti, quando Moro chegou bem perto. Muito perto.

2-Vergonha

O ministro Lewandowsky foi a atração de hoje no vôo São Paulo-Brasília, onde viajava o advogado Cristiano Caiado que se dirigiu a ele: "Ministro Lewandowski, o Supremo é uma vergonha, viu? Eu tenho vergonha de ser brasileiro quando eu vejo vocês". O ministro retrucou: "Vem cá, você quer ser preso?".

E para um comissário, completou: "Chamem a Polícia Federal, por favor". Sabem no que isso vai dar? Em nada. Mas revela o sentimento do brasileiro comum sobre o STF. Ontem à noite o MBL projetou com laser nas vidraças do STF a palavra “VERGONHA”.    

A eleição que iria acontecer em Rolim de Moura no próximo domingo deu chabu e não vai mais ocorrer. Luizão do Trento volta a ocupar a cadeira da qual havia se afastado e mais: ministro Jorge Mussi, disse que o TRE/RO não analisou as questões da defesa que poderiam conduzir o julgamento a resultado diverso da cassação, mas como tudo que é ruim pode ser piorado sem muito esforço, nada ainda é definitivo até que o TSE, que agiu em sede de liminar, decida o que vai fazer com o rolo de cobra que começou em 2016 e vai virar o ano com o povo de Rolim de Moura andando na corda bamba.   

4-Ligaram a repimboca

A repimboca da parafuseta foi ligada e Bolsonaro começa a se desgastar. “O Brasil não é para principiantes”, disse Tom Jobim Ônix na mira da justiça, Moro na “dança dos famosos” do CNJ, Paulo Guedes “ganhou um ano de investigação” pelo MPF e Renan que pode melar a eleição no Senado.

Temer deixou cascas de banana como a reforma da previdência que só vai fatiada, o “insulto natalino”, o cala-boca judiciário e as pautas bombas e uma possível greve de caminhoneiros já em janeiro. Dureza!

5-Bolsonaro na roda

Ocorre que o capitão tem um talento natural para encrenca. Alguns ministros não são lá aquela Brastemp, como o da saúde. Limitou em 15 ministérios e ampliou para 22.  Não precisava limitar o ministério de 15, mas ao abrir para mais 7 gerou desconforto até entre bolsonaristas.

A “Tchurma do Querumeu” baba por vagas no 2º e 3º escalões e pelo andar da mula veia, Bolsonaro precisará de mais generais e mais delegados para conter os comensais. Ocorre que para as cinco reformas da área econômica, quatro dependem do Congresso que vai tentar por o capitão na roda. Vai ser broca!

leoladeia@hotmail.com

 

Fonte: Leo Ladeia/NewsRondônia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias