Sexta-Feira, 28 de Junho de 2019 - 16:39 (Colaboradores)

L
LIVRE

POLÍTICA & MURUPI: LEI DE ABUSO DE AUTORIDADE

Parado no Congresso fazia tempo, o projeto para punir os magistrados por abuso de autoridade andou estes dias e, sem pauta o teve seu relatório feito e aprovado na CCJ e plenário.


Imprimir página

“O Brasil precisa de mais Moros e menos Lulas”.Dória governador de São Paulo

1-A cana dura ajuda a resolver

Todos sabem que houve redução das mortes violentas em 2019. Aloisio Lira do Ceará, que promoveu o endurecimento carcerário diz que isto foi definitivo para a redução dos homicídios.

Mas pode haver o efeito “vacina” com a facilitação ao acesso a armas, se bem que é cedo para uma avaliação, o que pode ser feito dentre 2 a 3 anos. “Houve redução, sim”, diz o professor Antônio Testa e afirma que R$1 bilhão a mais, em 2018 de investimentos nas polícias também faz parte do sucesso. O remédio é a cana dura!

2-Lei de abuso de autoridade

Parado no Congresso fazia tempo, o projeto para punir os magistrados por abuso de autoridade andou estes dias e, sem pauta o teve seu relatório feito e aprovado na CCJ e plenário.

Sim, é preciso modificar a legislação antiga, atualizá-la, mas causa espanto que seja feita tipo “zás-trás” e justo quando a Lavajato está sob fogo. Sabe o “senador do ranário paraense” Jader Barbalho? Voou na jugular: “Quem tem medo do abuso de autoridade é quem quer cometê-lo.” Quem diria... Logo ele, o Jader... Causa espanto!

03-Quem pagou o hacker?

Na surdina e sem levantar poeira a PF investiga de onde surgiu a grana que pode ter financiado a invasão hacker em celulares de diversas autoridades ligadas à Lava Jato.

Enquanto o boato se desembesta pela internet como água ladeira abaixo – fala-se até na velha conspiração em que o ministro Teori Zavascki entra no avião e morre – a PF busca a origem da grana. Alguém pagou o hacker. De graça nem relógio trabalha...

União Europeia e Mercosul fecharam o acordo comercial que se arrastava há 20 anos. A ministra da Agricultura e o das Relações Exteriores trabalharam fortemente para firmar o acordo que envolve as 28 nações da União Européia e 4 do Mercosul – Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai – 750 milhões de consumidores e PIB de $17 trilhões de dólares. A França bateu o pé dizendo que o Brasil poderia sair do acordo climático de Paris. Bolsonaro negou e mais: convidou Macron a conhecer a Amazônia. Urtigão!

5-Banda podre na PF

No Rio de Janeiro só se salva da corrupção o Cristo Redentor. Criminosos atuavam na Superintendência da PF do Rio embaralhando investigações em troca de propina. 11 “malacos” foram denunciados e dentre eles delegado da ativa e aposentado, escrivão e “blá”. A grana passa de R$ 5 milhões. O inquérito que levou ao desbaratamento começou com a solicitação de vantagens indevidas de alguns servidores do Núcleo de Repressão a Crimes Postais que excluíam empresas e empresários de processos de investigação. Como peixe morre pela boca, a delação premiada fisgou os peixões.

leoladeia@hotmail.com

Fonte: Leo Ladeia/NewsRondônia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias