Sexta-Feira, 22 de Março de 2019 - 11:05 (Colaboradores)

L
LIVRE

POLÍTICA & MURUPI: ILHA DOS CARAS

A continuar a vibe de prisões de ex-presidentes, ainda há quatro soltos, considerando-se que todos devem ter tratamento isonômico, considerando-se que um está preso em cela especial da PF em Curitiba


Imprimir página

“Cada um que responda por seus atos.” – Bolsonaro sobre a prisão doTemer

1-Ilha dos Caras

A continuar a vibe de prisões de ex-presidentes, ainda há quatro soltos, considerando-se que todos devem ter tratamento isonômico, considerando-se que um está preso em cela especial da PF em Curitiba, considerando-se que o custo para manter a isonomia é alto pois todos exigem manter a dignidade que o cargo exige, creio que o ideal é alugar a Ilha de “Caras” com o castelo e deixar todos com as mordomias de praxe.

E como vivemos novos tempos, que cada excelência cubra sua despesa evitando-se o tititi nas redes sociais e mais, que a mídia trate apenas de atos processuais. Tranchan”

Direto e reto: Quanto tempo – pode-se calcular em hora, dia ou semana, não mais que isso, creio eu – o ex-presidente Temer ficará encarcerado? Especulando mais sobre o tema: por quanto tempo Temer ficará solto após esta saída que se adivinha – pode-se calcular em meses, anos ou até mesmo em “pelo resto da vida” – até ser preso de novo? Por fim: quem vai ordenar que seja aberta a porta da esperança? Vai lá Sílvio...

 

Considerando – gostei da palavra – que o ex-presidente Temer foi ex-vice presidente da ex-presidenta Dilma, considerando que o PT faz uma campanha permanente para livrar da cadeia o único ex-presidente do partido, considerando que o PT trata de forma solidária os seus e que Temer, mesmo do MDB, se transformou em seu por associação PT quando recrutado para compor a chapa do PT com Dilma, impõe-se a questão: teremos alguma campanha específica algo do tipo “TEMER LIVRE”?     

Marcola que já estava se adaptando ao clima de Rondônia e que ficaria somente mais 30 dias no regime diferenciado, foi transferido hoje pela manhã com mais três presos para outro presídio federal, agora em Brasília. O ministério da Justiça diz que faz parte dos protocolos de segurança. Na prática o Marcola ficará mais 60 dias, ficando então 90 dias incomunicável como prevê o regime penal diferenciado. É a famosa cana dura.   

5-Um pouco mais sobre o tema prisão

Analistas, advogados, políticos de vários matizes e até pitaqueiros de plantão avaliam que carece de embasamento legal a prisão do ex-presidente Temer, apesar de todas as laudas preenchidas. Para alguns a prisão seria uma demonstração de força da Lava Jato, para outros exatamente o inverso.

A Lava Jato estaria em baixa em busca de um troféu. Para os políticos a ação trouxe de volta uma conversa adormecida: uma lei para coibir abusos de autoridade e que se choca com as teses do ministro Moro.

leoladeia@hotmail.com

 

 

 

 

Fonte: Leo Ladeia/NewsRondônia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias