Sexta-Feira, 08 de Março de 2019 - 15:15 (Colaboradores)

L
LIVRE

POLÍTICA & MURUPI: APAGÃO BOLIVARIANO

Quando tudo parece apontar para o fundo do poço, o venezuelano descobre que está no meio do caminho e que o buraco é mais embaixo e o Maduro quase podre, não cai do galho. É a treva!


Imprimir página

FRASE DO DIA:

“Mulher, se Deus não criasse você ele próprio custava a crer.” – Baden Powell

A dupla da cena “golden shower” compartilhada por Bolsonaro trouxe sua versão: era “performance artística” e não “fervo imoral de carnaval” para falar da marginalização de certa sexualidade chamada “desejos desviantes” além da pornografia tradicional machista, misógina e hegemônica. Relevante para alguns, vai ter esquerdopata nas redes antissociais batendo bumbo, a exemplo do que ocorreu num museu no sul onde um homem nu era “obra de arte”. Perdoem-me, mas isso é falta de trabalho e chibata.

Não está fácil a vida do ministro do Turismo ( insisto: para que serve esse ministério?) Marcelo Álvaro Antônio que jogou a toalha na sua pretensão de manter seu processo no foro especial do STF, espécie de céu jurídico onde se entra em vida. Ocorre que as candidatas mineiras estão revelando detalhes do envolvimento do indigitado ministro. Uma candidata recebeu R$100 mil do PSL para repassar R$90 mil e ficar com o troco. “Sabedoria demais vira bicho e come o sabido”, lembra Zé de Nana. Pois é Marcelo. 

A maior empresa de entrega de refeição por aplicativo da América Latina, iFood, está testando drones, bicicletas e patinetes elétricos como parte dos esforços para ganhar eficiência logística e ampliar o alcance geográfico no país. “Fizemos uso de drones, incluindo entrega de refeições num bloco de carnaval em São Paulo”, disse Carlos Moyses do iFood, e faremos novos testes com drones em prédios comerciais e residenciais. Aqui entram as competentes Anatel e Anac e aí a porca torce o rabo. Ara!

.4-Apagão bolivariano

A Venezuela fechou escolas e suspendeu o horário comercial, hoje, sexta-feira, depois que a capital Caracas e outras grandes cidades amanheceram sem eletricidade devido ao problema que afetou a principal usina hidrelétrica do país na véspera e até o estado de Roraima que se utilizada energia gerada por termoelétricas.

Quando tudo parece apontar para o fundo do poço, o venezuelano descobre que está no meio do caminho e que o buraco é mais embaixo e o Maduro quase podre, não cai do galho. É a treva! 

O MPF pediu a suspeição do ministro Gilmar Mendes do STF para julgar questões de Aloysio Nunes e Paulo Preto, tido como operador do PSDB. E mais: que a PGR adote "medidas cabíveis para evitar que o interesse público subjacente às investigações possa ser prejudicado e que uma mácula de desconfiança paire sobre decisões proferidas" pelo ministro. A razão é que há a suspeita de que Paulo Preto gerenciou R$ 130 milhões usados pela Odebrecht para pagar propinas a políticos do PSDB, dentre eles, Aloysio Nunes. E o rolo é maior: Aloýsio teria tentado interferir junto ao ministro, de quem seria próximo, para soltar Paulo Preto, preso pela Lava Jato, Vixi...

leoladeia@hotmail.com

Fonte: Leo Ladeia/NewsRondônia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias