Segunda-Feira, 18 de Fevereiro de 2019 - 19:39 (Colaboradores)

L
LIVRE

POLÍTICA & MURUPI: A IDENTIDADE BEBIANO

Bebiano é o trem do jeito que o capeta desenhou, mais ácido que suco gástrico de hiena e uma esfinge cruel.


Imprimir página

FRASE DO DIA:

“Um ministro de Estado não pode ser demitido pelo filho do presidente. Isso destrói a sua autoridade.”– José Roberto Guzzo, jornalista.

1-A identidade Bebiano

Bolsonaro que ainda não foi categórico sobre o que vai fazer com o pepino Bebiano, disse que está muito tranqüilo com a possibilidade do futuro-ex-ministro chamado de mentiroso por um filho do Bolsonaro.

De um auxiliar de farda, medalhas e patente saiu uma análise pra lá de interessante: "Se o presidente estivesse realmente tranquilo, não teria tentado amarrar Bebiano numa diretoria de Itaipu". Bebiano é o trem do jeito que o capeta desenhou, mais ácido que suco gástrico de hiena e uma esfinge cruel.

2-A supremacia Bebiano

Munido de um pote até aqui de mágoa e de um arsenal construído na campanha com Bolsonaro onde funcionava como dono da agenda do capitão, Bebiano aguarda o final da festa para sair atirando. Até aqui jogou o jogo que estava na ordem do dia e se há alguém que pode falar mais que todo o PSL sobre laranjas e estratégias é ele que foi abatido pelo filho do Bolsonaro.

Bebiano não sai ileso pode do rolo, mas pode enterrar muita gente e sua alma será outra para assombrar o Alvorada por quatro longos anos.

3-O ultimato Bebiano

A solução ideal seria o Bebiano aceitar o cargo em Itaipu – que não fez – e os pacotes sobre segurança e previdência chegarem de imediato ao Congresso para aumentar o debate parlamentar e reduzir a exposição negativa da família Bolsonaro na mídia. Mas para isso seria preciso acertar antes com os russos.

Os partidos de esquerda, a Veja, o Globo, e Folha não vão deixar passar em brancas nuvens. O monumental apoio do povo nas redes sociais vai minguando e está faltando broxa para “Jair se pendurando”.

4-O ovo da serpente

Em novembro, em plena campanha, o vereador filho do presidente, Carlos Bolsonaro, pivô da atual crise do Bebiano tuitou: "Caráter não se negocia. Quando há compulsão por aparecer a qualquer custo, sempre tem algo por trás. Somos humanos e falhamos, mas a procura por holofote é um péssimo indicativo do que se pode esperar de um indivíduo. Jamais trairei meus ideais."

A semente estava lá e era só questão de tempo. A mágoa é pelo fato do Bebiano ter ocupado um espaço que era do filho Carlos. Nada de amor filial, ética, moralidade, nada. É “perna de serpente dando rasteira em cobra”.

5-Na defesa e no ataque

O ministro Gilmar Mendes, do STF partiu para o confronto com o fisco e disparou: "A Receita Federal montou um aparato composto de pessoas que vestiram roupa de Polícia Federal e de Ministério Público” e foi adiante: "o grupo realiza investigações policialescas, que nada têm a ver com a Receita" e foi de sola na tíbia: "O lavajatismo invadiu a Receita Federal. Criaram uma força-tarefa branca". Zé de Nana achando que era receita médica deu um pitaco: “a melhor prevenção é a vacina”. Gilmar tá nessa...

leoladeia@hotmail.com

 

 

Fonte: Leo Ladeia/NewsRondônia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias