Quarta-Feira, 23 de Outubro de 2019 - 10:06 (Polícia)

16
Não recomendado para menores de 16 anos

PAI DE GUSTAVO HENRIQUE, FALA PELA PRIMEIRA VEZ SOBRE O ASSASSINATO DE SEU FILHO

O homem chegou a chorar, ao lembrar-se do filho de sete anos que foi morto em loteamento de Porto Velho.


Imprimir página

O caso dos homicídios de uma mulher e um garoto em um loteamento de Porto Velho está longe de acabar. Isso porque o fato que a princípio era visto como somente um afogamento de uma criança, agora está sendo visto como um duplo assassinato após o Pai do garoto achar o corpo da mãe, que também estava desaparecida, no mesmo local onde encontraram o corpo do menino. A irmã da mãe de Gustavo e tia do garoto foi apreendida por suspeita de cometer o crime. A mesma teria confessado para polícia.

O homem conversou com o G1 na Delegacia de Homicídios de Porto Velho na terça-feira (22). Mesmo sem querer se identificar, detalhou brevemente sobre como era a relação entre pai e filho.

A mãe do Gustavo estava grávida de oito meses e o pai contou que achou a mãe do garoto sem vida no mesmo local onde foi encontrado seu filho e que ele percebeu que a mesma estava sem o bebê, pois o corpo foi achado sem barriga.

"Na hora eu imaginei. Quando começaram a levantar eu falei que ela estava sem barriga. E as pernas estavam intactas, certinhas. Nós olhamos para a barriga e estava cortada a barriga. Foi ela (irmã de Fabiana)", contou o homem.

A irmã de Fabiana suspeita do crime, falou que arrancou o bebê com uma faca e que iria entregar a criança para uma mulher que fingia estar grávida de um garimpeiro. A mesma também disse que não fez isso sozinha, que teve ajuda de um menor de 15 anos, que teria pegado o bebê da vítima. O caso continua sendo investigado.

VEJA O RESUMO DO CASO:

- O corpo de Gustavo Henrique foi encontrado boiando no lago do loteamento no domingo (20);

- Um dia depois, a mãe dele, Fabiana Pires Santana, de 23 anos, foi encontrada sem vida com parte do corpo enterrado na mesma região;

- Segundo familiares, a mulher estava grávida de 8 meses e o corpo foi achado sem o bebê;

- Na madrugada de terça-feira (22), a suspeita pelo então duplo assassinato foi apreendida. É uma menina, de 13 anos, irmã de Fabiana e tia de Gustavo;

- Em depoimento, a irmã de Fabiana não demonstrou arrependimento pelo crime;

Fonte: News Rondônia/G1

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias