Terça-Feira, 21 de Agosto de 2018 - 12:21 (Agricultura)

L
LIVRE

OUVIR OS PRODUTORES RURAIS É NECESSÁRIO - POR JOSÉ LUIZ ALVES

Em Rondônia, além da saúde, educação e segurança, os produtores rurais, por certo deveriam ser ouvidos, tendo em vista que eles conhecem de cor e salteado todas as necessidades do setor produtivo, que apesar dos solavancos na economia conseguem manter o desenvolvimento regional equilibrado.


Imprimir página

A experiência vivenciada pelos tempos revela naturalmente, que os candidatos a governador apresentem seus programas administrativos com propostas para todas as áreas da sociedade. Em Rondônia, além da saúde, educação e segurança, os produtores rurais, por certo deveriam ser ouvidos, tendo em vista que eles conhecem de cor e salteado todas as necessidades do setor produtivo, que apesar dos solavancos na economia conseguem manter o desenvolvimento regional equilibrado.

Por isso e muito mais os candidatos deveriam expor com clareza suas propostas para o setor, inclusive convocando o empresariado rural para participar com propostas e sugestões, que filtradas e aprimoradas que de uma maneira ou de outra poderia facilitar no combate aos gargalos que ainda causam sérios prejuízos, ao home do campo.

Quando se questiona sobre gargalos estruturais, é porque eles residem na falta de armazenamento, rodovias estaduais bem preservadas, um sistema portuário moderno para exportar, não só o que produzido em Rondônia, mas o que vem do noroeste de Mato Grosso cortado pela BR-364. Essa rodovia, por ser federal, pode ser um capitulo a parte, em qualquer programa de governo vindo ancorada na proposta de ampliação e preservação.

Agricultura de precisão, soja, milho e bovinocultura necessitam somente que o futuro governante pense grande, garantindo boas estradas para escoar a produção por que o restante eles sabem realizar.

De qualquer maneira, ouvir os produtores rurais, conhecer os seus anseios com certeza seria no mínimo uma iniciativa politicamente simpática.

Fonte: José Luiz Alves - News Rondônia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias