Segunda-Feira, 23 de Setembro de 2019 - 14:52 (Geral)

L
LIVRE

OPERAÇÃO LEI SECA É REALIZADA DURANTE CAMPANHA DE CONSCIENTIZAÇÃO NO TRÂNSITO DE PORTO VELHO

O trabalho teve início às 23h, no Batalhão da Polícia de Trânsito, com a preleção dos policiais que realizam a fiscalização no trânsito da capital.


Imprimir página

Com foco na Semana Nacional de Trânsito mais uma ação da Operação Lei Seca foi realizada na última sexta-feira (20), em Porto Velho. O trabalho teve início às 23h, no Batalhão da Polícia de Trânsito, com a preleção dos policiais que realizam a fiscalização no trânsito da capital. As abordagens terminaram às 5h20 da manhã.

Na oportunidade, o secretário de Estado da Segurança, Defesa e Cidadania, coronel José Hélio Cysneiros Pachá, que participou da operação, falou à tropa das ações realizadas pela Sesdec, que visa garantir a proteção dos rondonienses.

“Faço questão de prestigiar e acompanhar o serviço que os senhores prestam à população, assim posso ver de perto e sentir as principais dificuldades. O nosso governador, coronel Marcos Rocha, tem demonstrado sensibilidade nas tratativas da segurança pública, inclusive honrando a contratação dos novos 400 policiais militares  para reforçar o atendimento oferecido ao cidadão. Sabemos que neste momento passamos por ajustes internos na Polícia Militar de Rondônia para realizar as  adaptações orçamentárias necessárias a chegada desses novos policiais militares ” pontuou Pachá.

As abordagens foram feitas na Av. Amazonas com a rua Victor Ferreira Manahiba (antiga rua 10), no bairro Agenor de Carvalho, em Porto Velho. Dez pessoas foram autuadas após o teste do bafômetro constatar que estavam dirigindo embriagadas. Os policiais levaram quatro motoristas à Central de Polícia. Também tiveram dois termos circunstanciados de ocorrência para passageiros de veículos, que eram proprietários destes, e entregaram a direção para pessoa embriagada dirigir.

Uma situação relatada pela Agente de Trânsito do Detran, Adriana Oliveira, foi do casal que transportava uma criança dentro do veículo. A mãe era a proprietária do carro e não tinha ingerido bebida. Mas permitiu que o marido dirigisse embriagado. Agora vai responder criminalmente por passar a direção para um motorista sob efeito de álcool.

“A história é corriqueira para nós que trabalhamos nas Operações da Lei Seca. Não sei se é machismo, mas percebemos que muitos homens, mesmo depois de consumir bebidas alcoólicas, não permitem que a mulher dirija, ” contou Adriana.

Adriana ainda falou que foi uma cena triste porque a criança não parava de chorar. “Ela chorou muito e o casal teve que acordar a avó da criança para buscá-la porque foram conduzidos para a Central de Polícia, ” disse Adriana.

O responsável pela coordenação da Operação Lei Seca, Tenente Madson Ferreira da Silva, explica como são realizados os procedimentos para coibir os crimes no trânsito.

“Nós trabalhamos geralmente com duas equipes por dia. Cada equipe é composta por 14 policiais militares e 16 agentes do Departamento de Trânsito (Detran). Fazemos esse trabalho para coibir a prática da direção veicular sob a influência de álcool com a missão de reduzir cada dia mais os números de acidentes, ” finalizou Madson.

Fonte: 015 - Secom - Governo de Rondônia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias