Terça-Feira, 01 de Outubro de 2019 - 08:48 (Saude)

L
LIVRE

NOVO PARASITA É IDENTIFICADO NO NORDESTE: 141 CONTAMINADOS E 2 MORTOS

Apesar dos sintomas parecidos com os da leishmaniose, o protozoário assemelha-se à família Crithidia, que não infectava humanos


Imprimir página

Após infectar 141 pessoas e matar duas no Nordeste, um novo protozoário foi identificado por pesquisadores da Universidade Federal de São Carlos, Universidade Federal de Sergipe e Universidade de São Paulo – Ribeirão Preto. O micro-organismo causa sintomas parecidos com os da leishmaniose visceral (febre e aumento do fígado e do baço), mas as feridas avermelhadas aparecem no corpo inteiro, diferente das lesões causadas pelo Leishmania, que são localizadas.

Depois de passar por um sequenciamento genético e ser observado em microscópio, os pesquisadores descobriram que o protozoário é mais próximo do Crithidia fasciculata, um micro-organismo da mesma família do Leishmania e do Tryopanosoma cruzi (Doença de Chagas) que não infecta mamíferos. Por ser levemente diferente e ter sido encontrado em humanos, acredita-se que o parasita é completamente novo.

Ainda não se sabe qual é o vetor do protozoário, mas o gênero Crithidia costuma viver no mosquito da malária e no Culex, o pernilongo comum. Os próximos passos da pesquisa envolverão maneiras de eliminá-lo, uma vez que o micro-organismo se mostrou resistente aos medicamentos usados para tratar leishmaniose. As duas mortes aconteceram no Nordeste, sendo que a primeira delas foi registrada em 2011. 

Fonte: Francisco Rodrigo/Newsrondonia - Metrópoles

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias