Sexta-Feira, 11 de Outubro de 2019 - 14:59 (Política)

L
LIVRE

NO ACRE, DEPUTADOS RONDONIENSES ENALTECEM ALIANÇA E DIZEM QUE AS CPIS NÃO VÃO ACABAR EM PIZZA

A ideia é unificar as Casas Legislativas e tentar abrir a caixa preta da concessionária que atende os dois estados e mais o Mato Grosso (MT).


Imprimir página

Por Wanglézio Braga 
Da Redação do News Rondônia

Deputados estaduais do Acre (AC) e Rondônia (RO) reuniram na manhã de hoje (11) na sede da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) para traçar estratégias, trocar experiências e tratar sobre os trabalhos nas CPIs instaladas nos legislativos dos respectivos estados com o intuito de investigar denúncias contra a Energisa e sua cobrança abusiva nas contas de luz. A ideia é unificar as Casas Legislativas e tentar abrir a caixa preta da concessionária que atende os dois estados e mais o Mato Grosso (MT).

“A problemática do Acre é parecida com Rondônia. Nós vamos fazer uma auditoria independente nos contratos formulados pela Empresa no nosso estado. Já na CPI, detectamos convênios financeiros da Energisa com órgãos do governo. A Polícia Civil, por exemplo, tem termo de cooperação técnica no valor de R$ 704 mil. Nós recomendamos a suspensão desse acordo”, comentou Alex Redano (PRB-RO), presidente da CPI rondoniense.

Alex enalteceu que o Governo de Rondônia na figura do governador, Marcos Rocha (PSL) não tem interferido nas investigações contra a concessionária. Ele comentou ainda que existe uma suposição da prática conhecida como “gato contrário”, onde a empresa supostamente pratica o furto da energia e cobra do consumidor.  O presidente também parabenizou os colegas do Acre e a população por ir às ruas protestar. “A população está com vocês, e vocês tem apoio do povo. O objetivo hoje, nosso aqui, é esse de se unir contra esses desmandos”, concluiu.

O deputado Jair Montes (PTC) também tratou de enaltecer os trabalhos dos parlamentares acreanos frente à CPI. “Vocês são exemplo para nós e para o resto do Brasil, de como se trabalhar essa questão no parlamentar. O povo do Acre é o orgulho do Brasil. Não é só aquele que fica na rede social, mais sai nas ruas. Eu falo sempre na tribuna, vamos pegar o exemplo do Acre!”, enfatizou.

Sobre a ação da Energisa versus a produção de energia das três usinas instaladas no estado, o parlamentar comparou a uma barriga de aluguel e frisou que o estado foi usado. “Nós temos três usinas em funcionamento em Rondônia. Somos barriga de aluguel, infelizmente. Fizeram um filho em nós, levaram o filho embora e deixaram a conta para nós. A mesma dificuldade de Rondônia acontece no Acre. Sofremos abuso dessa companhia. Estamos aqui no Acre, para trocar experiência para saber como está ocorrendo o rito aqui na CPI do Acre para disciplinarmos também lá em Rondônia”, disse.

Já o deputado Cirone Deiró comentou que “os três estados vão trabalhar em conjunto para defendermos a nossa população. A empresa deve respeitar a população, não pode colocar goela abaixo de todas as diretrizes dela e desrespeitando o nosso povo”.

Representando a bancada acreana, o deputado Roberto Duarte (MDB-AC), que é membro titular da CPI e principal articulador da reunião, chegou a anunciar que parlamentares do Mato Grosso também criaram uma CPI e que os dois estados – Acre e Rondônia – pretendem convidar os mato-grossenses para formar um grande bloco contra a concessionária. 

Fonte: News Rondônia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias