Quarta-Feira, 23 de Janeiro de 2019 - 15:45 (Meio Ambiente e Ecologia)

L
LIVRE

NÍVEL DO RIO MADEIRA ESTÁ OSCILANDO E DEFESA CIVIL DESCARTA ESTADO DE ALERTA

Elevação do nível da água está dentro da normalidade para o período, segundo a Defesa Civil Municipal


Imprimir página

Após reunião com secretários municipais e técnicos do Município, a Prefeitura e a Defesa Civil decidiram por não decretar estado de alerta quanto a cheia do rio Madeira, uma vez que o nível do rio está oscilando e não supera a marca dos 15 metros.

De acordo com Marcelo Silva dos Santos, coordenador da Defesa Civil, o órgão continua com o trabalho preventivo. “Por enquanto, o nível do rio está dentro da normalidade, sem risco iminente. Achamos prudente não fazer nenhum alarde, mas seguimos com nosso apoio logístico (às famílias que quiserem deixar suas casas) e otimizando o trabalho de mapeamento das áreas de risco”, disse.

“Quando o nível do rio sobe, há o problema do desbarrancamento, por isso, estamos fazendo orientações aos ribeirinhos”, destacou.

O diretor lembrou ainda que, no fim deste mês, haverá reunião com a equipe do Sistema de Proteção da Amazônia (SIPAM), para formalizar o recebimento do Boletim Climático da Amazônia com o prognóstico para os próximos 90 dias. “Faremos uma análise mais profunda, considerando os dados, para saber se há necessidade de decretar ou não o alerta”, reiterou.

Comparativo

Em relação ao mesmo período do ano anterior, o nível do rio está dentro da normalidade, mas a Prefeitura de Porto Velho e a Defesa Civil, com seu plano de contingência, mapeou as famílias que, em decorrência de uma crise, poderão ter que ser retiradas de suas casas preventivamente. “Parte das famílias em áreas de risco vai receber, até o final deste mês, os seus apartamentos, por meio de um programa habitacional, as antigas casas serão demolidas”, completou Marcelo Silva.

Fonte: 015 - Comdecom

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias