Sexta-Feira, 20 de Setembro de 2019 - 15:10 (Política)

L
LIVRE

NAZIF REPUDIA NA CÂMARA O AUMENTO DO NÚMERO DE PLANTÕES DOS SERVIDORES DA SAÚDE DE RONDÔNIA

Nesta semana, diversas unidades de saúde tiveram atendimentos prejudicados por conta das paralisações em Porto Velho.


Imprimir página

Por Wanglézio Braga
Da redação do News Rondônia

“Rondônia tá vivendo no momento da contramão”. A frase é do deputado Mauro Nazif, do PSB, que levou até a Câmara dos Deputados Federais os protestos dos servidores da Saúde de Rondônia contra uma medida da Secretaria Estadual de Saúde (SESAU) de aumentar o número de plantões dos profissionais da enfermagem. Nesta semana, diversas unidades de saúde tiveram atendimentos prejudicados por conta das paralisações em Porto Velho.

“Rondônia tá vivendo no momento da contramão. Enquanto lutamos pela diminuição da carga horária dos profissionais da saúde, o Governo do Estado e a Secretaria de Saúde, estão determinando que os profissionais tenham que trabalhar e tirar de 14 a 15 plantões de 12 horas. É humanamente desumano o que estão fazendo com os profissionais. Espero que o estado resolva de vez para que isso não aconteça. Essa semana estão em greve, em paralisação, isso não só prejudica os profissionais mais também a população. Que os senhores resolvam esse problema, nunca aconteceu isso lá”, discursou Nazif.

O primeiro grande protesto ocorreu na frente do Hospital João Paulo II, com quase 200 profissionais na rua de acesso a unidade. Hoje (20), enfermeiros Hospital Regional de Extrema-RO (HRE) também cruzaram os braços. Proferindo palavras de ordem e mostrando cartazes, os servidores repudiaram a medida anunciada pela SESAU e pedem a manutenção da carga horária de trabalho de 36 horas semanais, divididas em plantões de 12 horas.

Com a nova decisão do Estado passariam a tirar de 14 a 15 plantões por mês, com 40 horas semanais. A SESAU informou que está cumprindo apenas uma decisão do Tribunal de Contas do Estado (TCE) e Ministério Público do Estado (MPRO) referente ao registro de ponto dos servidores.

Fonte: News Rondônia

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias