Sexta-Feira, 01 de Fevereiro de 2019 - 08:58 (Agricultura)

L
LIVRE

MT JÁ COLHEU 29% DA SAFRA NESTE ANO

Rondônia já colheu 11%


Imprimir página

Mato Grosso chega a última semana do mês de janeiro com 29% da área plantada já colhida. Com um terço da safra concretizado, o Estado – que lidera a produção nacional do grão – segue na dianteira dos trabalhos pelo país. Cada hectare colhido, vai dando espaço aos cultivos de segunda safra, milho e algodão, sendo o cereal o mais demandando no momento. 

De acordo com dados da consultoria AgRural, o ritmo da colheita da safra 2018/19 de soja continuou acelerado nesta semana. Até quinta-feira (24) o Brasil havia colhido 13% da área cultivada com o grão, contra 6% na quinta anterior, 4% no mesmo período do ano passado e 3% na média de cinco anos. Mato Grosso lidera, com 29%, seguido por Paraná (18%), Goiás (14%) e Rondônia (11%). Em outros estados, a colheita chegou a 8% em Mato Grosso do Sul, 6% em São Paulo e Minas Gerais e 1% na Bahia.

Analistas da consultoria destacam que além do ritmo forte das colheitadeiras, chamam à atenção o impacto negativo das chuvas irregulares e das temperaturas altas de janeiro sobre o desenvolvimento das lavouras de diversos estados. “Isso deve levar a um novo corte na estimativa de produção, que será revisada pela AgRural na primeira semana de fevereiro”. 

No último dia 9, a produção de soja 2018/19 do Brasil já havia sido reduzida pela AgRural em 4,5 milhões de toneladas, para 116,9 milhões, devido ao impacto do tempo quente e seco de dezembro sobre as lavouras precoces, especialmente no Paraná e em Mato Grosso do Sul.

Levantamento realizado pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) aponta que o atual ritmo da colheita no Estado está acima do registrado em igual momento do ano passado. “As condições climáticas continuam favoráveis para colheita da soja em Mato Grosso e com isso o saldo atual se apresenta adiantado 13,27 p.p. em relação ao mesmo período do ano passado”.

MILHO - O plantio da segunda safra de milho teve mais uma semana de bom avanço no Centro-Sul do Brasil. Até quinta-feira (24), 15% da área estavam semeados na região, contra 6% uma semana antes, 3% no ano passado e 4% na média de cinco anos. Mato Grosso lidera, com 21%, seguido pelo Paraná (19%), Goiás (12%), Mato Grosso do Sul (6%), São Paulo (2%) e Minas Gerais (1%).

FERRUGEM – Desde o início da atual safra até o dia 29 desse mês, Mato Grosso acumula 27 confirmações de focos de ferrugem asiática, sendo o quarto estado com maior incidência de registros, conforme o Mapa de Dispersão da Ferrugem, do Consórcio Antiferrugem, uma parceria público-privada no combate à ferrugem asiática da soja.

No histórico do Mapa, o volume de focos acumulado até a data é inferior ao contabilizado igual em momento do ano passado, quando as confirmações somavam 58 focos. 

Nessa safra, a 2018/19, o Brasil acumula 239 registros, sendo a maior parte deles, 71, no Rio Grande do Sul, seguido pelo Paraná com 57, Mato Grosso do Sul com 33 e Mato Grosso, com 27. 

 

 

Fonte: folhamax

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias