Quinta-Feira, 28 de Fevereiro de 2019 - 11:52 (MINHA HISTÓRIA)

L
LIVRE

MOTORISTA DOA SANGUE HÁ DEZ ANOS E CHAMA NOVOS ADEPTOS A PRATICAR ATO DE AMOR E DE SOLIDARIEDADE AO PRÓXIMO

Juscinei de Freitas pede que as pessoas se tornem doadoras de sangue para salvar vidas


Imprimir página

Aos 30 anos de idade, o motorista Juscinei de Freitas doa sangue regularmente quatro vezes por ano, atendendo a média para doadores do sexo masculino conforme a orientação do Ministério da Saúde. Ele integra a carteira de fidelidade do Hemocentro de Ji-Paraná que busca novos doadores para manter o banco de sangue completo para atender as eventuais ocorrências no período de carnaval.

“Fui atraído por uma propaganda na televisão e me tornei um doador. Aquele comercial mexeu com as minhas emoções e, desde então, venho trazer parte de mim que vai ajudar a salvar vidas”, disse o motorista, que vê na ação de doar sangue um ato de amor e de solidariedade ao próximo.

“Eu nunca precisei receber sangue de ninguém e nem tenho histórico na família que alguém tenha necessitado. O mais importante é ter a consciência e doar, pois, é muito bom ajudar quem necessita”, ressalta Juscinei de Freitas, fazendo um chamamento a quem nunca doou sangue que o faça.

O Hemocentro atende aos hospitais de 13 cidades do entorno e também de Ji-Paraná. Os feriados prolongados são datas específicas em que os hospitais recorrem ao órgão estadual pela busca de sangue. “Essas datas são peculiares porque aumentam os acidentes de trânsito e, consequentemente, os estoques baixam”, explica uma das assistentes sociais do Hemocentro de Ji-Paraná, Cleide Araújo.

A média de doador no hemocentro em Ji-Paraná é de apenas 20 pessoas por dia totalizando 7200 doadores por ano. “Esse número é bem baixo se compararmos com a média ideal que é de 20% da população ao ano”, compara a assistente social, acrescentando que qualquer tipo sanguíneo deve ser doado. “Homens podem doar quatro vezes ao ano e a mulher três vezes anualmente”, detalha Araújo. A estimativa do IBGE em 2018 é que Ji-Paraná conta com 127.907 habitantes.

São requisitos para doação: estar em boas condições de saúde; ter 16 anos completos e autorização de responsável legal; ter até 69 anos; peso mínimo de 50 quilos; estar alimentado, evitar alimentos gordurosos e ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24h. Com esses requisitos em dia, o doador deve se dirigir ao Hemocentro, que fica na avenida Cloves Arraes, 1440, no centro de Ji-Paraná, munido de documento de identidade (RG), CPF e Cartão do SUS. No período do carnaval o Hemocentro vai funcionar apenas na segunda-feira (4), das 7h às 13h.

Fonte: 015 - Secom - Governo de Rondônia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias