Quarta-Feira, 18 de Setembro de 2019 - 16:03 (Agricultura)

L
LIVRE

MICRO PRODUTOR - PEQUENOS AGRICULTORES DE RONDÔNIA RECEBEM APOIO NA COMERCIALIZAÇÃO DA PRODUÇÃO EM RONDÔNIA

Para participar individualmente, os beneficiários fornecedores têm que apresentar a Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP), emitida pela Seagri. Assim, o produtor é reconhecido como agricultor familiar, tendo acesso aos programas do Governo Federal.


Imprimir página

Para fomentar e gerar renda para a agricultura família, na próxima terça-feira (24), o 5º Batalhão de Engenharia de Construção (5º BEC) realizará um chamamento público, em parceria com a Secretaria de Estado de Agricultura (Seagri) e Emater, para compra de produção da agricultura familiar por meio do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA).

Serão investidos quase R$ 1 milhão em compras de produtos como frutas, legumes, verduras, doces, polpa, queijo, entre outros, que abastecerão o 5º BEC e o Hospital de Guarnição de Porto Velho.

De acordo com o comandante do 5° BEC, coronel Moraes, o programa é importante por se tratar de pequenos agricultores. “A ideia é incentivá-los e beneficiar aqueles que não têm acesso as processos maiores de venda. Além disso, existem diversas vantagens, compramos produtos saudáveis, com menos agrotóxicos e que são consumidos aqui no 5°BEC por cerca 900 pessoas”.

O PAA tem duas finalidades básica, promover o acesso à alimentação e incentivar a agricultura familiar, para facilitar o acesso desses produtores ao programa de compra de alimentos com a dispensa de licitação. “Esta é uma forma de ajudar os nosso agricultores e incentivá-los no cultivo saudável dos alimentos. Além de permitir que os pequenos participem individualmente, ou por meio de suas cooperativas ou órgãos constituídos, como pessoas jurídica direto privado”, afirma o secretário adjunto da Seagri, Bruno Scheid.

Para participar individualmente, os beneficiários fornecedores têm que apresentar a Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP), emitida pela Seagri. Assim, o produtor é reconhecido como agricultor familiar, tendo acesso aos programas do Governo Federal. “Eles estão prontos para fornecerem os produtos”, declarou Scheid.

O capitão Anderson Meira explicou que após a conclusão do processo de compras, os produtores começam a fazer as entregas, que são semanal ou quinzenal.  Cada agricultor pode vender até 20 mil reais.

Fonte: 010 - SECOM-GOV/RO

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias