Quinta-Feira, 16 de Junho de 2016 - 12:05 (Colaboradores)

L
LIVRE

MEU RELÓGIO - POR CLÁUDIO TRAPEL

Como saber quando essa fase tão diferente chega em nossas vidas, não é só a idade porque coração duro não tem sentimentos e não é uma exclusividade de algumas pessoas jovens ou de idades.


Imprimir página

Meu relógio digital, parece que já não é mesmo, parece falhar, ter vida própria como se eu fosse apenas um hospedeiro, parece desconhecer a vontade do seu dono, ficou mais bobo, sensível. Como saber quando essa fase tão diferente chega em nossas vidas, não é só a idade porque coração duro não tem sentimentos e não é uma exclusividade de algumas pessoas jovens ou de idades.

Essa fase maravilhoso é onde vc consegue enxergar onde a beleza se esconde, quando tudo diz o contrário, ver cor na escuridão de uma vida, ver a deficiência de uma pessoa especial não com os olhos, mas sim com o coração, pois se vc enxerga com os olhos, com certeza eles é que precisam de cuidados. Espero que ele bata sempre ao compasso da esperança, vida, alegria, pois sem esse ritmo tão especial para que esse relógio digital.

Fonte: Claudio Trappel

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias