Sexta-Feira, 15 de Março de 2019 - 09:15 (Polícia)

16
Não recomendado para menores de 16 anos

MENINO COM CABELO BLACK POWER É PROIBIDO DE MATRICULAR-SE EM ESCOLA E MÃE DENUNCIA RACISMO

Era para o garoto ter começado a estudar já nesta semana para não ficar prejudicado, só que diante da recusa da diretora ele ficou sem ir às aulas.


Imprimir página

Um menino de 8 anos foi proibido de matricular-se na escola municipal Professora Augusta Maria Costa, na cidade de São José de Ribamar, no Maranhão e o motivo seria o fato dele usar cabelo black power.

Joselma Lima, mãe do garoto, pegou a transferência escolar do filho e na última terça-feira, dia 12, levou até a nova escola, só que chegando lá foi informada pela diretora que seria preciso cortar o cabelo do menino de forma a obedecer o que é padrão na escola. Segundo a funcionária, em momento algum houve racismo.

Era para o garoto ter começado a estudar já nesta semana para não ficar prejudicado, só que diante da recusa da diretora ele ficou sem ir às aulas. O menino está cursando o 3º ano do ensino fundamental e tem autismo, o que agrava ainda mais a situação.

A mãe explicou que foi preciso trocar de escola porque na anterior tinha somente até o 2º ano do ensino fundamental, pois se não fosse isso o filho continuaria estudando onde já estava matriculado, já que lá não havia nenhum problema com o cabelo black power dele.

Fonte: 030 - 1news

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias