Segunda-Feira, 15 de Abril de 2019 - 09:32 (Colaboradores)

L
LIVRE

MEL COLONIAL - POR JOSÉ LUIZ ALVES

O apicultor de Vilhena Virgílio Possebom que administra uma grande produção de mel colonial enviou um recado informando que estará expondo e mostrando seus produtos, na área das agroindústrias na 8ª Rondônia Rural Show.


Imprimir página

A cafeicultura estará movimentando os municípios de Alta Floresta e Rolim de Moura, com o lançamento oficial da colheita do café aberta pelo vice-governador José Jodan, o secretário de Agricultura, Evandro Padovani, contando ainda com a possível presença do governador Marcos Rocha, bem como de outras autoridades ligadas ao setor produtivo. O café gera dezenas de emprego e rendas, ajudando a fixar as famílias no campo em Rondônia.

Recursos para os pequenos produtores

Para o presidente do Banco do Povo Manoel Serra, este ano a instituição começou com as melhores perspectivas possíveis para continuar atendendo os pequenos e micros empreendedores rurais e urbanos, com financiamentos que variam de R$ 300 a 30 mil. Além dos recursos próprios, está fechando parcerias com o governo do estado para financiar produtores de leite.

O apicultor de Vilhena Virgílio Possebom que administra uma grande produção de mel colonial enviou um recado informando que estará expondo e mostrando seus produtos, na área das agroindústrias na 8ª Rondônia Rural Show. Finalizou afirmando: “no milagre da vida o amor vira mel”.  

Entusiasmados

Os dirigentes das principais instituições financeiras oficiais, em Rondônia, Banco do Brasil e Banco da Amazônia, estão entusiasmados e apostando na realização de bons negócios durante a 8ª Rondônia Rural Show. Isso por que as rodadas de negócios antecipados nos principais pólos produtores estão apresentando excelentes resultados. As rodadas de negócios encerram em Porto Velho, nos dias, 25, 26 e 27 de abril.

Capital econômica

Além dos mais de 100 mil visitantes regionais esperados pelos organizadores da 8ª Rondônia Rural Show, dos negócios que devem movimentar em torno de R$ 700 milhões, empresários de vários estados já confirmaram presença, assim como quatro governadores e dez missões estrangeiras, Ji-Paraná entre 22 e 25 de maio se tornará mais uma vez a capital econômica do estado de Rondônia.

Um estado fantástico

Nos últimos tempos Rondônia vem despontando como um estado fantástico para o grande, pequeno e médio agronegócio. Contudo, é importante observar que a força que movimenta a economia regional está centrada nos pequenos e médios produtores rurais.

Por exemplo: na produção de leite, peixe, café. A carne, a soja, o milho e agora o algodão que está chegando, são produtos que estão ligados a tecnologia de ponta. Essa turma não necessita de apoio técnico eles se viram sozinhos. Porém, os pequenos e médios devem ser vistos com carinho.  

Finalizando

Vamos em frente, quem fica parado é poste e quem anda para trás é carangueijo. É bom não confundir tomada de luz de energia elétrica com focinho de porco por que pode levar choque!

Fonte: José Luiz Alves - NewsRondônia

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias