Sabado, 16 de Maio de 2020 - 09:26 (Economia)

L
LIVRE

MEDIDA: LIBERADO O 13° SALÁRIO DO INSS DIRETO NA CONTA CORRENTE

De acordo com o INSS, a conta deve ser no nome do titular do benefício e o procedimento só será feito mediante requerimento feito exclusivamente pelo Meu INSS


Imprimir página

O Instituto Nacional do Seguro Nacional (INSS) liberou o recebimento do 13º salário do INSS diretamente na conta corrente. De acordo com o órgão, a medida vale para os beneficiários do INSS que recebem por meio de cartão magnético. O procedimento está previsto na Portaria 543, publicada no Diário Oficial da União.

Para fazer o procedimento, é necessário seguir os seguintes passos:

- logar (com CPF e senha)

- clicar em “Agendamento/Solicitações“

- Em seguida, clicar em “Atualização para manutenção de Benefício e outros serviços”

- E, finalmente, em “Transferir Benefício para Conta Corrente“.

Após este passo, o segurado deve enviar os documentos necessários.

De acordo com o INSS, a conta deve ser no nome do titular do benefício e o procedimento só será feito mediante requerimento feito exclusivamente pelo Meu INSS. Cerca de 12.4 milhões de beneficiários recebem por meio de cartão magnético.

2ª parcela do 13º do INSS

A antecipação do 13º salário no INSS foi uma das medidas tomadas pelo governo para amenizar os impactos econômicos causados pela pandemia do novo coronavírus. Inicialmente, a primeira parcela do pagamento correspondeu a 50% do valor do benefício.

Agora, a liberação da segunda parcela vai acontecer entre os dias 25 de maio e 5 de junho. Na segunda etapa, o valor a ser pago vai ter o descontos referente ao Imposto de Renda.

A primeira parcela do benefício encerrou no dia 08 de maio. Contudo, a expectativa é pela segunda parcela, cujo calendário já está definido.

Ademais, a data do pagamento do benefício do INSS vai variar conforme número final do benefício, sem considerar o dígito. Antes da antecipação do governo, a primeira parcela do 13º salário tinha costume de ser paga apenas no segundo semestre. No caso da segunda parcela, os valores são liberados normalmente apenas em dezembro.

De acordo com a secretaria, o pagamento da segunda parcela do 13º salário pode acontecer com o pagamento da folha de maio, que segue o calendário abaixo.

Para quem ganha até um salário mínimo (R$ 1.045 em 2020)

Final 1: 25/5

Final 2: 26/5

Final 3: 27/5

Final 4: 28/5

Final 5: 29/5

Final 6: 1º/6

Final 7: 2/6

Final 8: 3/6

Final 9: 4/6

Final 0: 5/6

Para quem ganha acima de um salário mínimo (mais de R$ 1.045)

Finais 1 e 6: 1º/6

Finais 2 e 7: 2/6

Finais 3 e 8: 3/6

Finais 4 e 9: 4/6

Finais 5 e 0: 5/6

Por fim, de acordo com lei, tem direito à gratificação quem recebeu durante o ano qualquer um dos itens abaixo:

- aposentadoria

- pensão por morte

- auxílio-doença

- auxílio-acidente

- auxílio-reclusão

- salário-maternidade

Fechamento das agências até 22 de maio

Foi prorrogado pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) o prazo de atendimento à distância até o dia 22 de maio, de acordo com o decreto de estado emergencial de saúde devido à pandemia do coronavírus.

Portanto, a realização de perícias médicas segue suspensa. De acordo com informações divulgadas, a análise dos requerimentos de benefícios segue sendo feita online. Os atestados médicos devem ser enviados pelo “Meu INSS” (por meio do site ou pelo aplicativo para celular).

Durante este período, os segurados estarão dispensados da perícia médica presencial.  Por esse motivo, o INSS começou já começou receber atestados médicos dos segurados em formato digital por meio do portal Meu INSS pelo site ou aplicativo para celular. A pessoa que usar a plataforma para encaminhar o documento e solicitar o auxílio-doença receberá automaticamente uma antecipação de R$ 1.045, após o atestado ser validado pela perícia médica do órgão.

Fonte: Saulo Moreira / Notícias concursos

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias