Quinta-Feira, 06 de Junho de 2019 - 19:29 (Nacional)

L
LIVRE

MÉDICO QUE ATENDEU A MULHER QUE ACUSOU NEYMAR, DIZ QUE ELA PRECISA DE PSIQUIATRA URGENTEMENTE

Neymar foi denunciado de abuso sexual por uma mulher, chamada Najila. Ela registrou o caso na sexta-feira (31), na 6ª Delegacia de Polícia de Defesa da Mulher, em São Paulo.


Imprimir página

A vida de Najila está se complicando cada vez mais, e agora precisa buscar ajuda médica o mais rápido possível

Neymar foi denunciado de abuso sexual por uma mulher, chamada Najila. Ela registrou o caso na sexta-feira (31), na 6ª Delegacia de Polícia de Defesa da Mulher, em São Paulo.

Segundo com o documento, ela afirmou ter conhecido o atleta nas redes sociais. E que um assessor dele entrou em contato dando passagens e hospedagem para ela viajar para Paris, no dia 14, chegando lá no dia 15.

A mulher também relatou que ficou no Hotel Sofitel Paris Arc Du Triumphe e o recebeu por volta de 20h (local) do dia 15. Conforme a denúncia dela, o jogador chegou “aparentemente embriagado” e começaram a conversar, trocar carícias.

Porém, depois disso Neymar ficou agressivo e, por meio de violência, praticou a relação sexual. Tanto Neymar, por meio de um vídeo postado em sua rede social no qual expôs as conversas com a mulher, quanto seu pai, Neymar da Silva Santos, em duas entrevistas à TV Bandeirantes, uma por celular e a outra participando ao vivo, negam que tenha ocorrido estupro.

Eles confirmam que teve relação sexual, mas que a mesma foi consensual. Após toda polêmica cercando o caso, ela se manifestou pela primeira vez e contou a sua versão dos fatos.

Na entrevista prestada ao SBT, Najila falou que realmente havia sido agredida e abusada por Neymar, no dia 15 de maio, no quarto de um hotel, em Paris, na França.  A modelo então mostrou imagens que ela teria feito entre os dias 15 e 21 de maio, em algumas delas a região dos seus glúteos se mostravam avermelhadas.

Apesar disso, o doutor Luiz Eduardo Rossi, foi firme ao pedir que a paciente não se auto-medique e a aconselhou para que procure um psiquiatra o mais rápido possível. Segundo com o laudo assinado pelo profissional, ela teria que tratar “depressão e transtorno de ansiedade generalizada”.

Fora isso, foi pedido pela polícia a perícia medica no corpo da acusadora, e para surpresa de todos o laudo constatou apenas uma lesão no dedo.

A delegada responsável pelo caso, de acordo com que informou a TV Globo, irá confrontar o laudo particular com o realizado pelos peritos da Polícia Civil.

Qual sua opinião a respeito desse tema? Lembre-se de emitir sua opinião, pois ela é de grande importância para a nossa equipe e sempre ajuda no diálogo de temas com grande relevância para o nosso portal de notícias.

Fonte: 010 - brnoticia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias