Sexta-Feira, 03 de Julho de 2020 - 13:33 (Colaboradores)

L
LIVRE

Marcos Rogério, a maior decepção da história política de Rondônia – Por Vitória Bacon

Embora os três senadores por Rondônia votaram pela Lei das Fake News (Lei PL 2630/20), eu decidi esse texto em especial ao senador Marcos Rogério.


Imprimir página

*Senador que foi eleito pelos evangélicos, conservadores e da Direita (aqui incluo os bolsonaristas) sepultou qualquer possibilidade de se tornar o Governador de Rondônia ou se reeleger Senador em 2022*

 

 

Embora os três senadores por Rondônia votaram pela Lei das Fake News (Lei PL 2630/20), eu decidi esse texto em especial ao senador Marcos Rogério.

Marcos Rogério é uma espécie de fênix da política. De um simples e desconhecido radialista construído na base do Grupo Gurgacz de Comunicação no inicio dos anos 2000 em Ji-Paraná, rapidamente ganhou notório espaço entre a população da região central de Rondônia e se tornou liderança política, vereador, deputado federal e senador da República com votação expressiva colocando dois governadores atrás dele; Confúcio Moura que conseguiu se eleger senador no grito e quase perde para o desconhecido Jaime Bagatolli e Valdir Raupp que foi expulso da política através do voto nas eleições 2018.

Em 2016 foi o relator do processo que culminou na cassação e prisão do ex-deputado Eduardo Cunha que até então era da sua cozinha. Fez com gosto, para ser conhecido nacionalmente e ter posição de destaque no DEM (partido que mais causa mal para o país, superando até o PT).

Desde que assumiu sua cadeira no Parlamento Alto da República, o Senado, Marcos Rogério que se colou na onda bolsonarista, na cola dos evangélicos e no grito dos conservadores; vem decepcionando a todos que votaram nele.

Em 2019 foi contra a Lava Toga, projeto de Lei que tramitou no Senado que investigaria os ministros do Supremo envolvidos em corrupção.

Ainda em 2019 em conluio com o que há de pior na política imunda que persiste no Congresso, votou pela derrubada dos votos da Lei de Abuso de Autoridade indo contra o público que o elegeu.

Em 2020 se crucifica indo contra os seus eleitores na Lei que institui disfarçadamente um controle daquilo que publicamos nas Redes Sociais. A liberdade de expressão digital morreu com o apoio do Senador eleito por aqueles que manifestaram apoio a liberdade de expressão nas Redes Sociais.

Marcos Rogério também votou a favor do aumento do Fundão da Vergonha ou Fundo Eleitoral.

Marcos Rogério se crucifica e só falta tirá-lo da cruz para sepulta-lo de vez.

Não vou citar aqui os outros dois senadores, visto que esses dois, Confúcio e Acir não são da Direita, não são bolsonaristas e muito menos conservadores.

VICTORIA ANGELO BACON É JORNALISTA EM RONDÔNIA.

INSTAGRAM ✍👩‍💻@jornalistavictoriabacon

Fonte: VICTORIA ANGELO BACON

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias