Sexta-Feira, 31 de Maio de 2019 - 17:58 (Economia)

L
LIVRE

MAIS DE R$ 600 MILHÕES SERÃO INVESTIDOS POR EMPRESÁRIOS COREANOS NO SETOR PRODUTIVO DE RONDÔNIA

O grupo de investidores da Coréia do Sul iniciou há seis meses estudos sobre o estado de Rondônia e suas viabilidades econômicas, principalmente na área agrícola, com a soja, e também os minérios.


Imprimir página

Um Protocolo de Intenções de Investimentos foi assinado na manhã desta sexta-feira (31), no gabinete do governador do Estado de Rondônia, Marcos Rocha. Em reunião com o gabinete, empresários do setor produtivo de grãos e minérios e representantes de um grupo de investidores da Coréia do Sul, se reuniram para oficializar as tratativas, onde inicialmente serão investidos R$ 600 milhões na consolidação do setor. Ação deve gerar empregos e contribuir com o PIB (Produto Interno Bruto) do Estado.

Manifestando firme interesse em investir em Rondônia, o grupo C. A. B. S. Brazil assinou a carta de intenção para aplicação de R$ 600 milhões na construção de Empresa de Pesquisa Energética (EPE), implantação do terminal portuário e unidades de processamento de grãos e minérios. Além da exportação da matéria-prima de grãos, o Estado desenvolve pesquisas em jazidas de grande proporção, como cassiterita, manganês, nióbio e tântalo. Com isso, há intenção de industrialização dos minérios e grãos já processados.

O grupo de investidores da Coréia do Sul iniciou há seis meses estudos sobre o estado de Rondônia e suas viabilidades econômicas, principalmente na área agrícola, com a soja, e também os minérios.

Com a iniciativa, onde foi assinado pela primeira vez um protocolo de intenções de investimentos, agora será possível desenvolver esses projetos do setor produtivo. “Rondônia é um diamante não lapidado, é um gigante adormecido, pelas possibilidades que tem aqui”, afirmou o investidor coreano, Han Sik Lee, que na próxima semana se reunirá com o grupo de investidores para viabilizar não somente a importação dos produtos, mas realizar o processamento destes, alavancando a geração de empregos e aumento do lucro da nação.

No caminho certo, o Estado contará com potencial logístico para investimento em portos e indústrias, assim como a consolidação de uma futura EPE, que segue em estudo de viabilidade, tão importante para o andamento na zona de processamento e exportação atraindo, assim, mais investidores de outras nações. “Sinaliza pro mercado o quanto o estado tem de oportunidade, favorecendo interesse e mais investimentos. O governador Marcos Rocha desde o início (da gestão) foi claro em trabalhar o desenvolvimento do Estado gerando emprego e renda, então deste ponto de vista, é vital que tenhamos esse tipo de investimento. Semanticamente todo investimento tem um ganho de emprego e renda, certamente, o que fortalecerá o PIB do Estado”, acrescentou Sérgio Gonçalves, superintendente estadual de Desenvolvimento Econômico e Infraestrutura de Rondônia (Sedi).

Para o Governo, os recursos são de suma importância para garantir o desenvolvimento do Estado num todo, onde a saúde, educação e segurança são promovidas com o crescimento econômico. “As ações que visam o atendimento à sociedade, nos hospitais, escolas e polícia necessitam de investimentos, que venham através do setor produtivo, recursos que surgem da implantação de indústrias e negócios. Vamos fomentar o desenvolvimento do nosso porto, CMR (Companhia de Mineração de Rondônia) e Rongás (Companhia Rondoniense de Gás).”, concluiu Marcos Rocha.

Fonte: 010 - SECOM - GOV/RO

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias