Terça-Feira, 05 de Fevereiro de 2019 - 10:33 (Colaboradores)

L
LIVRE

MAIS DE 320 ALUNOS DE CUJUBIM GRANDE PERDERAM TODO O ANO LETIVO DE 2018

Durante todo o ano passado todos os alunos da escola DEIGMAR MORAES, que fica na comunidade Cujubim Grande, tiveram apenas 15 dias de aula referente ao 4º Bimestre de 2017 - UMA VERGONHA


Imprimir página

Não está sendo nada fácil para os alunos da escola DEIGMAR MORAES, que terminaram o ano letivo de 2017 apenas em agosto de 2018, e isso porque faltavam 55 dias aulas e a SEMED aplicou somente 15 e deu por encerrado o 4º bimestre e o ano letivo de 2017.

Quanto ao ano letivo de 2018, em setembro as mães dos alunos protestaram em redes sociais reclamando que seus filhos não tinham tido nenhum dia de aula, e seriam nove meses de atraso. Logo o secretário Cesar Licório veio a público e afirmou que as mães estavam mentindo, mas elas falavam a verdade e acabaram por desmentir o secretário.

O ANO LETIVO DE 2018 FOI PERDIDO

Como não teve aula, logicamente que todo o ano letivo foi perdido, e segundo informações da SEMED, o ano letivo de 2019 também está prejudicado e sem data para começar as aulas, já que todo o problema se resume ao contrato com a empresa que faz o transporte escolar fluvial, e esse contrato está vencido e sem data para o lançamento de uma nova licitação.

Segundo algumas mães de alunos, elas devem procurar o MP e tentarem uma audiência com o promotor de justiça da área de educação para cobrar dele uma providencia no sentido de forçar a SEMED resolver o problema.

Algumas mães de alunos já estão falando até em mudar da localidade para que seus filhos não perderem mais um ano de estudo.

E NÃO É SÓ NO DEIGMAR QUE TEM PROBLEMAS DE ATRASO... Na escola FLOR DO CUPUAÇU, que fica na comunidade SANTA RITA, os alunos ainda estão fazendo o 3º Bimestre de 2018 e o final do ano letivo vai acontecer somente no final de Maio deste ano, isso se não tiver paralisação do transporte escolar rural.

Ônibus em frente à escola FLOR DO CUPUAÇU

A empresa que atende os alunos da escola FLOR DO CUPUAÇU é a empresa Freitas Transporte, que segundo informações de funcionários, está dois meses sem pagar salários, e ontem (segunda feira) apenas dois dos três ônibus que atendem estavam em atividade, é que o motorista do terceiro ônibus veio para Porto Velho "tentar receber" seu salário, e como o dinheiro não estava na conta, ele ficou sem poder voltar para a comunidade.

E os funcionários da Freitas já estavam se preparando para parar as atividades caso o pagamento não saísse ontem, como parece que não saiu.

EM NOVA MUTUM TAMBÉM TEM ALUNO PREJUDICADO

Escola Nossa Senhora de Nazaré - NOVA MUTUM

Na escola NOSSA SENHORA DE NAZARÉ que fica localizada no distrito de Nova Mutum, as aulas começaram na segunda feira, 04/02, mas 121 alunos da área rural não puderam comparecer porque não também estão sem o transporte escolar rural, e segundo o diretor da escola, e também o secretário CESAR LICORIO, "alunos da área rural só vão começar a estudar no dia 1º de Abril!", que é a previsão para que o problema com a licitação e contratação de novas empresas estará resolvido.

Detalhe: A licitação ainda nem foi publicada!

Fonte: 015 - Carlos Caldeira / NewsRondonia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias