Sexta-Feira, 08 de Maio de 2020 - 15:24 (Saude)

L
LIVRE

MAIS DE 1.200 PROFISSIONAIS DE SAÚDE SÃO CHAMADOS PARA COMBATER O CORONAVÍRUS EM RONDÔNIA

Os profissionais convocados recebem treinamentos e equipamentos de proteção individual para ajudarem no combate a Covid-19


Imprimir página

Um mês depois da primeira convocação de 266 profissionais de saúde para o enfrentamento do coronavírus, o Governo de Rondônia já soma oito editais, o mais recente foi o nº 72, de terça-feira (5), que convocou mais 203 profissionais. Ao todo, 1.202 foram chamados em apenas um mês, um feito histórico, para ajudar no enfrentando à pandemia.

Segundo a coordenadora de Recursos Humanos da Sesau, Neucila Baratto, embora Rondônia se destaque de outros estados por agir rápido, antes mesmo do surgimento dos primeiros casos, há a necessidade de profissionais para atuação no combate à pandemia, assim como se tem visto no mundo todo. “O número alto de convocações reflete no aumento de desistências por parte dos profissionais. De 697 profissionais convocados até a 5ª chamada, apenas 325 tomaram posse. Os outros 372 deixaram a vaga, o que nos entristece diante do atual cenário”, lamentou a coordenadora.

Ainda segundo a coordenadora, além das desistências pelas vagas, alguns candidatos apresentam-se com problemas na documentação, o que torna o processo de admissão inviável. “Nós aumentamos as equipes de trabalho para dar conta da demanda. Estamos atendendo os candidatos via internet e pedimos que, aqueles que ainda não possuem registros profissionais, procurem seus respectivos conselhos e regularizem-se”.

No último edital, as vagas foram para o preenchimento dos cargos de assistente social, auxiliar de serviços gerais, biomédicos, enfermeiros, farmacêuticos, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, médicos de diversas especialidades, técnicos em enfermagem, laboratório, nutrição e dietética e radiologia, nos municípios de Porto Velho, Buritis, Cacoal, São Francisco do Guaporé e Extrema, de acordo com a necessidade.

De acordo com o chamamento, o prazo do último edital era de 12 horas para enviar a documentação, a partir da publicação, mas aqueles candidatos que entraram em contato com a Sesau possuem um prazo maior de espera. “Devido a necessidade desses profissionais, aqueles que apresentaram as devidas justificativas tiveram o prazo estendido”, frisou Neucila.

O secretário da Sesau, Fernando Máximo, fala da importância desses profissionais. “Antes de ser secretário, eu também sou médico. Em meio a essa pandemia, necessitamos nos unir para salvar vidas. Peço a todos os profissionais que não desistam dessa luta justo quando mais precisamos”.

Os profissionais que colocam-se à disposição para ajudar no enfrentamento ao coronavírus são chamados de guerreiros. O termo faz jus à luta em meio a uma guerra silenciosa que atinge o mundo. A esperança da população está nas mãos desses profissionais que, ao assumirem a missão, recebem treinamentos, orientações e equipamentos de proteção individual.

“Nós estamos em um momento de grande necessidade, por isso a importância de convocar novos profissionais, principalmente médicos. Todos recebem treinamentos e orientações necessárias para ajudar no combate à Covid-19. Contamos com a ajuda desses profissionais que serão lembrados no futuro por este grande feito”, ressaltou Neucila Baratto.

Fonte: 015 - Secom - Governo de Rondônia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias